Notícias

CLIPE DE MARYSA ALFAIA TRAZ PARTICIPAÇÃO DE GERSON KING COMBO


Postado em 08/10/2020

CLIPE DE MARYSA ALFAIA TRAZ PARTICIPAÇÃO DE GERSON KING COMBO title=

Por Anderson Nascimento / Divulgação

A cantora Marysa Alfaia lançou o clipe da dançante "Eu Parei", canção que ganhou uma nova roupagem para o lançamento. O clipe traz o já saudoso Gerson King Combo, que participa do clipe e da canção.

Marysa é cantora atuante no mercado nacional e internacional, e mescla de ritmos brasileiros com música eletrônica. A cantora inicia uma nova fase na carreira com uma série de lançamentos e relançamentos através do selo Caravela, distribuídos via Warner Music Brasil.

Com mais de 25 anos de música, a artista relembra a faixa “Eu Parei” em uma nova roupagem, trazendo participação de Gerson King Combo e clipe. O single já está disponível nas principais plataformas de streaming de música.

“Eu Parei” se transformou em um catalisador na carreira de Marysa Alfaia. Ao longo dos anos, a artista passou por diferentes gêneros e países com trabalhos lançados na Europa e Canadá, onde tornou-se uma das embaixadoras da música brasileira nos palcos estrangeiros. Conhecida na Espanha como “a voz do samba-house”, ela começou a carreira nos café-teatros do Quartier Latin parisiense nos anos 90 e soma participações em mais de dez coletâneas de dance music latina na Europa, Canadá e Brasil.

Se dividindo sempre entre o velho continente e seu país de origem ao longo dos anos 90 e 2000, ela deu uma guinada em seu trabalho autoral quando compôs “Eu Parei”. A música apareceu pela primeira vez em seu álbum de estreia, “Na Batida da Alfaia” (2005), em versão espanhola (“Me Paré”). Ela retornaria no EP “Guerreira Brasileira”, lançado pelo selo Café Forte Música Digital em parceria com a Sony Music Brasil em 2017.

Após quase 20 anos desde a sua composição, a canção ganha uma nova interpretação, ao lado do convidado especial Gerson King Combo, falecido no último dia 22/09, que a cantora conheceu por intermédio de seu irmão, Getúlio Cortes, com quem se apresentava no Beco das Garrafas. A ideia foi trazer para a composição o groove do funk e o tempero do soul para uma abordagem mais pop-funk da mesma canção. Quando chegou a hora de gravar o clipe, outro encontro do acaso determinou o destino de “Eu Parei”: o ator mineiro Vandré Silveira cruzou o caminho da artista justamente quando começava a roteirizar o vídeo e acabou se tornando um importante personagem na narrativa.

“Mais uma boa coincidência na trajetória da música. Além dele, outros amigos de diferentes profissões atenderam ao meu convite e se juntaram para colaborar na gravação, fazendo o papel do público que vem aparecendo pra me dar uma força na iniciativa de ajudar. O que começa com um certo esforço debaixo do sol escaldante de dezembro, e acaba virando uma alegria e um grande happening de comemoração no final”, avalia Alfaia.

Com a produção do clipe se estendendo ao longo dos meses, a finalização aconteceu em meio à quarentena, e acabou por trazer à tona o caráter colaborativo do projeto e fortalecendo a mensagem de união que a própria letra da música traz. A ideia do roteiro foi fugir a um storytelling literal, para que o visual complementasse o áudio, e vice-versa.

“Decidimos nos basear apenas na persona central dessa música. Nas primeiras estrofes, o sujeito nega ajuda ao próximo por olhar demais para o seu próprio umbigo, mas, logo depois, consegue se redimir ao perceber que o outro é o reflexo de si mesma. É aquela história de gentileza gera gentileza. Essa reviravolta é importante e faz parte do nosso cotidiano, ainda mais no momento atual, em que se exige o dobro de solidariedade e ajuda ao próximo. A partir desse videoclipe, desejamos que as pessoas sejam mais solícitas, que elas olhem mais para o lado, que elas parem para ver o pôr do sol e que curtam mais a vida ao lado de outras pessoas”, completa Rhay Salina, que assina a direção ao lado de Joy Canle.

A nova versão de “Eu Parei” integra o projeto “Parei Pra te Escutar”, um conjunto de produtos que serão lançados mensalmente no mercado digital por meio do selo Caravela em parceria com Warner Music e da agência Lua Produções e Eventos, que passa a gerenciar os shows de Marysa Alfaia. Entre os relançamentos estão previstos, já para o segundo semestre, singles do EP “Guerreira Brasileira” (como o recente “Feito um vendaval”), sua regravação de “F… Comme Femme”, com produção de Lincoln Olivetti, ainda inédito em streaming, e os álbuns “Na Batida da Alfaia” e “Love Controls”, ambos estreando no meio digital.

Assista aqui





Esta nota foi lida 104 vezes.


Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z