Postagem do Blog

FRANK JORGE LANÇA SINGLE EM ESPANHOL


Postado em 21/09/2018

FRANK JORGE LANÇA SINGLE EM ESPANHOL WIDTH=
Por Anderson Nascimento

Para quem está antenado aqui no GM, Frank Jorge lançou há pouco o álbum "Histórias Excêntricas ou Algum Tipo de Urgência", disco que tem sido muito bem recebido pela imprensa. Para quem não leu, a nossa resenha, ela está disponível aqui http://www.galeriamusical.com.br/resenhas.php?url=1330-frank-jorge-historias-excentricas.

O dia de ontem (20/09) marcou o aniversário de Frank, e ele liberou em primeira mão o single inédito "Las Personas", faixa que só entrará nas plataformas de streaming em 05 de outubro.

Frank também deixou o seu depoimento sobre a gravação:

"Nasci em Porto Alegre em 20 de setembro de 1966. Sempre tive contato com música em espanhol desde pequeno por influência do legado do meu pai, que era de Uruguaiana. Ele estudou Medicina e, junto com a minha mãe, visitavam o Uruguai e a Argentina para seminários e congressos. Traziam discos, tanto de tango — Juan dArienzo, Francisco Canaro y su Orquesta Tipica — como também de rock dos Beatles, trilhas sonoras como a da Pantera Cor-de-Rosa pelo Henry Mancini. Então me criei ouvindo tango, com minha mãe cantando em espanhol. Como muita gente, sempre fui meio “colonizado” escutando direto rock em língua inglesa e em português. Nunca olhei com muita atenção para o rock latino.

Lá por 2011, na extinta Rádio Ipanema, o Fábio Godoh cumpria o papel de destacar o rock em língua espanhola, principalmente do Uruguai e da Argentina. E desde então venho ouvindo com mais atenção Charly Garcia, Fito Páez, Andrés Calamaro, No Te Va Gustar, El Cuarteto de Nos... Misturado com tudo o que eu sempre ouvi e gostei, cheguei nessa música que é uma mistura de coisas que já explorei com a Graforréia Xilarmônica. Tem algumas linhas melódicas de baixo e de guitarra com dissonâncias, um rock que lembra um pouco T.Rex. Mas é uma maneira pessoal de homenagear o rock argentino, principalmente o Charly Garcia. É algo que sigo imaginando explorar ainda mais, diante da possibilidade de falar numa língua de países vizinhos e ter um alcance internacional interessante. Pensei em tudo isso com a convicção de homenagear o rock em língua hispânica. É uma ideia de mostrar a importância do pop rock que vem sendo feito desde os anos 60 no Uruguai e na Argentina. Tem esse caráter de expressar o meu agradecimento e minha percepção sobre como é legal esse viés, esse tipo de rock".


Ouça aqui:





Este post foi lido 103 vezes.