Resenha do Cd All That You Can´t Leave Behind / U2

ALL THAT YOU CAN´T LEAVE BEHIND  title=

ALL THAT YOU CAN´T LEAVE BEHIND
U2
2000

UNIVERSAL MUSIC
Por Anderson Nascimento

Há quase uma década atrás o U2 lançava o seu décimo álbum, “All That You Cant Leave Behind”, que era esperado com os olhares desconfiados dos fãs e da crítica especializada. Afinal de contas, o álbum anterior, “Pop”, de 1997, colecionou manifestações de amor e ódio mundo afora.

Particularmente não vejo motivos para isso, principalmente pelo fato de a banda ter sido ousada e corajosa ao lançar um álbum tão intolerante a outros ritmos, que não o Pop. Contudo, seria complexo demais, até para os que amaram o disco anterior, considerar a possibilidade da entrega por parte da banda de mais um disco naquela linha.

No fim de outubro de 2000, porém, após três anos de hiato, o U2 soltou o álbum com a música “Beautiful Day” já estourada nas paradas de sucesso do mundo inteiro. Era o U2 voltando.

Especulações por parte da imprensa apontavam o álbum como a volta do U2 às origens e a um som mais convencional, sendo, inclusive, apontado pela revista “Rolling Stone” como o terceiro melhor disco do U2 em toda a sua trajetória.

De fato o som do U2 realmente voltara a um Pop mais acessível, menos pista de dança e mais coração. Mas não há como negar que os anos noventa deixaram uma enorme herança para a carreira da banda. Afinal de contas em “All That You Cant Leave Behind”, temos, ainda que de modo mais modesto a música eletrônica presente em toda a década anterior ao lançamento do álbum, em canções como “Elevation”, terceiro single do álbum, e diga-se de passagem, muito bem colocada dentro da canção.

Já o legado que “All That You Cant Leave Behind” deixou para o U2 pode ser comprovado pelas (muitas) turnês da banda desde o lançamento do CD, que quase que obrigatoriamente tem que incluir ao menos quatro das onze músicas do álbum, um número considerável para um álbum lançado vinte anos após o lançamento do primeiro álbum da banda.

A crítica e os fãs adoraram o disco, também pudera, a audição fácil do álbum pode assustar algum ouvinte novato porque a sequência inicial do álbum com “Beautiful Day”, “Stuck in a Moment You Cant Get Out Of”, “Elevation” e “Walk On” é realmente matadora.

Além dos sucessos já citados, o “lado b” do álbum também não deixa a desejar de forma alguma, com canções como a folk “Wild Honey” e as românticas “Kite” e “In a Little While” destacando-se entre as demais.

Não a toa o álbum foi multi-premiado, acumulando sete Grammys, entre eles o de melhor álbum, além de ter sido citado pela “Rolling Stone” como o 13º melhor disco da década passada, e de ter vendido na época 12 milhões de cópias.

“All That You Cant Leave Behind” é o album responsável por colocar o U2 no patamar mais alto entre as bandas de Pop/Rock atuais. Depois de seu lançamento, o culto à banda e as megalomaníacas apresentações, além do lançamento de bons álbuns, ajudaram a fazer do U2 o que eles são hoje, uma das maiores bandas que esse mundo já viu tocar.

Resenha Publicada em 09/09/2010





Esta resenha foi lida 1575 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


DVDs


Outras Resenhas