Notícias

DIOGO NOGUEIRA FARÁ QUATRO APRESENTAÇÕES EM LUANDA


Postado em 12/03/2013

DIOGO NOGUEIRA FARÁ QUATRO APRESENTAÇÕES EM LUANDA title=

Sucesso de público em todo o Brasil, o cantor e compositor Diogo Nogueira segue pela primeira vez para a África, onde apresenta o seu mais recente show, “Diogo Nogueira ao Vivo em Cuba” em Luanda. Antes de chegar a Angola, no dia 9 de março, o sambista viaja para Cabo Verde, onde se apresenta em uma das mais importantes premiações locais, o Cabo Verde Music Awards. De lá, o cantor segue para Luanda, onde faz quatro apresentações: nos dias 13, 14 e 15, na Casa 70 (as três datas já estão com ingressos esgotados), e no dia 16 de março, no Cine Atlântico.

Desde o início de sua carreira, essa é a primeira vez que Diogo Nogueira se apresenta em solo africano. O cantor vem construindo, aos poucos, um trabalho em solo internacional. Anualmente, o sambista embarca para o exterior, onde já apresentou o seu trabalho na Europa (Portugal, Itália, Inglaterra, França e Suíça) e nos Estados Unidos (Los Angeles, Nova Iorque, Chicago, São Francisco, San Diego, Miami, Houston, Virgínia e Newark), além de Cuba, onde esteve em 2011 e gravou seu mais recente DVD.

Desde a estreia da turnê no Rio de Janeiro, em agosto de 2012 – quando os ingressos esgotaram com uma semana de antecedência – o show vem percorrendo importantes capitais, como São Paulo (SP), onde o cantor fez uma bem sucedida apresentação, em setembro, no HSBC Brasil; Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Belém (PA), Manaus (AM), Maceió (AL), Recife (PE) e Vitória (ES), todas com casas lotadas. No dia 31 de dezembro, Diogo Nogueira fechou o ano de 2012 com uma memorável apresentação, no réveillon da praia de Copacabana, para mais de 2 milhões de pessoas.

Em agosto de 2012, o cantor lançou o CD e DVD “Diogo Nogueira ao Vivo em Cuba” (EMI Music), que dá nome à sua atual turnê e já alcançou a vendagem de mais de 100 mil unidades (DVD de Platina e CD de Ouro). Registrado em novembro de 2011, no imponente Teatro Karl Marx, em Havana, Cuba, o show contou com a participação especial do consagrado grupo cubano Los Van Van. O DVD traz o registro do show em Cuba, além do documentário “DOC.SHOW”, que mescla imagens da apresentação com cenas da passagem do cantor pelo país, seu encontro com os músicos locais e impressões de viagem. O “DOC.SHOW” também deve ser registrado nessa passagem do cantor por terras africanas.

Com apenas cinco anos de carreira, a discografia de Diogo (que conta atualmente com três CDs e dois DVDs) registra incríveis 500 mil unidades vendidas, que renderam ao cantor dois Discos de Ouro, dois DVDs de Platina e um DVD de Platina Duplo. Seu DVD “Sou Eu” alcançou a marca de mais de 100 mil unidades vendidas (DVD de Platina duplo) e o CD bateu a marca de 100 mil unidades (Disco de Platina). Ainda em 2013, o sambista lança o seu segundo álbum de estúdio, com repertório inédito, já em fase de pré-produção.

No roteiro do show, Diogo Nogueira escolheu algumas músicas do repertório do novo disco, além de seus maiores sucessos e clássicos do samba, como “Madalena” (Ivan Lins/Ronaldo Monteiro), “Que maravilha” (Toquinho/Jorge Ben Jor), “Tanta saudade” (Chico Buarque/Djavan), que ganharam um “tempero cubano”, além da contagiante “El cuarto de tula”, do CD e filme “Buena Vista Social Club”. O cantor também interpreta “Verdade Chinesa” (Carlos Colla/Gilson), primeiro single do projeto, sucesso nas rádios de todo o país, e “Ex-amor” (Martinho da Vila).

O sambista também garante no set list do show, sucessos como “Malandro é Malandro e Mané é Mané" (Neguinho da Beija Flor) e "Tô fazendo a minha parte", do álbum homônimo, lançado em 2009; “Fé em Deus”, de seu álbum de estreia, “Diogo Nogueira ao Vivo” (2007), além de “Sou Eu”, presente que ganhou de Chico Buarque e Ivan Lins, que batiza seu último projeto, lançado em 2010. Diogo ainda promete uma homenagem especial ao cantor e compositor Gonzaguinha (1945-1991), um de seus grandes ídolos, e interpreta “É” e “O que é o que é”, clássicos de Luiz Gonzaga Júnior, além de outras surpresas.

Sob a direção artística de Afonso Carvalho, o show traz cenário de Luiz Henrique Pinto, com uma atmosfera tridimensional, que reproduz os prédios e as ruas de Havana, enquanto a iluminação de Marcelo Linhares simula o correr de um dia, da manhã ao anoitecer. O figurino do cantor é assinado por Nicole Nativa e o terno do sambista foi criado especialmente pela Camargo Alfaiataria.

Diogo Nogueira sobe ao palco acompanhado de um casal de bailarinos da Cia. de Dança Carlinhos de Jesus e de uma super banda, composta de 13 músicos, formada por Henrique Garcia (cavaco e direção musical), Cacau De Castro (surdo e vocal), Wallace Peres (violão), Carlinhos de Castro (pandeiro e vocal), Daniel Felix (percussão), João Faria (baixo), Sandro Araujo (bateria), Chico Faria (guitarra e coro), Marcelo Pizzott (percussão) e Ari Bispo (coro), incluindo o naipe de metais formado por, Everton Germano (clarinete, sax e flauta), Fabiano Segalote (trombone) e Gilson Santos (trompete).

Leia aqui a resenha do Galeria Musical do show feito por Diogo Nogueira no Circo Voador.




Esta nota foi lida 1626 vezes.