Resenha do Cd Love Goes / Sam Smith

LOVE GOES title=

LOVE GOES
SAM SMITH
2020

CAPITOL
Por Thais Sechetin

Dia 30 de outubro foi lançado o terceiro álbum de estúdio de Sam Smith, que leva o nome de “Love Goes”. Diferente do primeiro álbum inspirado em um amor platônico de Sam,esse fala sobre relações concretizadas, seladas e terminadas, por “n” motivos, como a falta de sinceridade,falta de compromisso, falhas de comportamento,entre tantas outras histórias baseadas em experiências de amigos e desconhecidos do cantor.

O disco é pop da primeira até a última das 17 faixas e mescla ritmos dançantes com baladas super “down”, quase todas com aproximadamente 3 minutos, e conta com várias participações. Eis a lista: Burna Boy, Labrinth, Normani, Demi Lovato e Calvin Harris.

Para analisar (e principalmente sentir, já que falamos de Sam Smith), o álbum abre com a balada quase sem acompanhamento instrumental: “Young”é uma crítica ao preconceito ainda existente com o relacionamento entre homossexuais,afinal, amar independente de como o amor é expressado não deveria incomodar algumas pessoas, mas estamos lutando por dias melhores e eles virão!

A segunda música é o primeiro hit do álbum, já constando há algumas semanas na Billboard Hot 100 e subindo posições: “Diamonds” fala sobre um relacionamento com alguém interesseiro.na letra,Sam manda a pessoa embora com todos os diamantes que ela possa carregar. Já” Another One” parece um Lo-Fi, ritmo jovem que ficou em alta esse ano, e fala sobre aquela dor de cotovelo que todo mundo experimenta ao saber que seu ex já encontrou outro alguém.Quem nunca?

“My Oasis” conta com a participação do cantor nigeriano Burna Boy e é a faixa com a batida mais forte do disco, beirando o Hip hop. Na sequência, “ So Serious” mescla bem o pop com vocal mais forte e melodioso falando sobre ficar bem após mais um amor perdido. E pra fechar a sequência dance, ouvimos “Dance (`Til You Love Someone Else)” que faz mais o estilo do cantor na vida pessoal: de “dançar as tristezas”.

A partir daqui o disco fica bem melodioso com as baladas “For The Lover That I Lost”, onde a letra mais parece uma homenagem para alguém que partiu, embalando uma sequência de sad songs com ”Breaking Hearts”, “Forgive Myself” e ”Love Goes”, faixa título que conta com a participação de Labrinth e fechando com “Kids Again”,música sobre um amor de infância e é uma das mais lindas do álbum.

Avançando para a parte mais pop do álbum, é hora de dançar mais amores perdidos com “Dancing With A Stranger” que tem a participação especial da jovem Normani e “How Do You Sleep?”, seguindo com “To Die For”.

A “trilogia da redenção “chega com o final do álbum: “I´m Ready” conta com a participação de Demi Lovato e também ganha a influência de ritmo da artista, o que casou bem com a pegada pop romântica de Sam. Já “Fire On Fire” é sobre finalmente viver um relacionamento saudável e despretencioso e fechamos o álbum com a Bônus Track “Promises”.

O single “Promises” aparece com o subtítulo “With Sam Smith”, pois a música é toda produzida por Calvin Harris. A letra foi co-escrita por Harris, Sam e pela cantora canadense Jessie Reyes, que também ofereceu sua voz para o refrão, e o resultado soou parecido com um som nacional: Pra quem tem curiosidade, é só procurar a música “ Boa Noite São Paulo”, do projeto Boogie Naipe. Embora esteja falando de vertentes musicais absolutamente diferentes citando o Boogie Naipe, ao falar e ouvir música não deveria haver preconceito,pois através da dela somos capazes de explorar várias searas.
E se tem uma coisa que Sam Smith fala abertamente em” Love Goes”, é sobre se libertar de preconceitos e de amarras, seja de qualquer espécie e talvez por isso ele alega viver hoje o momento mais experimental de sua vida, musicalmente e pessoalmente.

E é nesse clima livre de amarras que seria bacana pra quem comprar ou baixar o álbum, a vestir sua roupa de balada, caprichar no visual e dançar seus sentimentos em casa mesmo, no quarto ou na sala… Essa que vos escreve fez o teste e aprova a experiência.

Resenha Publicada em 26/11/2020





Esta resenha foi lida 336 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z







Outras Resenhas do Artista


Outras Resenhas