Resenha do Dvd International Magic Live At The O2 / Noel Gallagher

INTERNATIONAL MAGIC LIVE AT THE O2  title=

INTERNATIONAL MAGIC LIVE AT THE O2
NOEL GALLAGHER
2012

UNIVERSAL MUSIC
Por Anderson Nascimento

É correto afirmar que a expectativa inicial ao colocar para assistir ao primeiro DVD/Blu-ray ao vivo de Noel Gallagher e de sua banda “High Flying Birds”, é conferir se o artista é capaz de levar um show inteiro na posição de vocalista principal em bom nível. Não que sua voz não seja boa, a questão passa longe disso, mas o caso aqui é a característica vocal que sempre o acompanhou desde os tempos de Oasis, onde Noel sempre optou por canções mais melancólicas. O ponto fulcral nesse questionamento é a falta da voz ácida de Liam ao seu lado.

Mas é só começar a rolar o show que fica fácil perceber que Noel soube preencher as lacunas com uma boa banda e um grande aparato instrumental que urde ao seu som piano, metais e arranjos vocais bem tramados, tudo isso se contrapondo com a sua característica vocação para o som calcado em violões ou guitarra básica.

Se momentos onde Noel recupera clássicos do Oasis como “Supersonic”, “Little By Little” e “Dont Look Back In Anger”, levam a galera à loucura, as performances de canções de seu único disco solo mostram que este foi muito bem recebido por seu público, já que canções como “Everybodys On The Run”, “Dream On”, “If I Had A Gun”, “The Death Of You And Me” e “Aka...What a Life” são ainda mais ovacionadas pela plateia presente.
Noel explora também bastante os lados b de sua antiga banda, nessa linha entram então “Its Good To Be Free”, “Mucky Fingers”, “Talk Tonight”, “Whatever” e “Half The World Away”, esta última acompanhada em êxtase pelo público presente.

O show, gravado na Arena O2 em Londres no dia 26 de fevereiro de 2012, traz também imagens de bastidores feitas ao longo da turnê do primeiro álbum de Noel, e traz a canção inédita "Freaky Teeth".

O registro sonoro da turnê vai certamente agradar a todos, pois o lançamento encampa também um segundo DVD que traz dois pequenos shows, um gravado em novembro de 2011 na Virgin Mobile Mod Club, em Toronto, e outro na premiação NME Awards de 2012, totalizando mais quatorze números ao vivo.

Se alguém ainda tinha dúvida da competência de Noel em tocar a sua carreira solo sem o seu irmão, este lançamento servirá para mostrar que se por um lado falta a arrogância benéfica de seu irmão ao seu lado, por outro sobra competência e talento para conduzir não só um show, mas uma sobressalente carreira solo.


Resenha Publicada em 08/01/2013





Esta resenha foi lida 2657 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z



Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas