Resenha do Cd Silva Canta Marisa / Silva

SILVA CANTA MARISA title=

SILVA CANTA MARISA
SILVA
2016

SOM LIVRE
Por Rodrigo Paulo

Marisa Monte coleciona fãs por toda parte. Em quase 30 anos de carreira a cantora e compositora já contribuiu muito para a música brasileira e tem o seu nome reconhecido em todo mundo. E o cantor Silva, um de seus inúmeros fãs, iniciou em 2015 uma série de shows intitulado “Silva Canta Marisa”. O projeto agradou, virou especial no Canal Bis e acabou chamando a atenção da própria Marisa, que iniciou uma amizade e parceria musical com o Silva com novas composições. E agora recebemos o disco que leva o mesmo nome do projeto idealizado por Silva e produzido pelo próprio musico com Rodolfo Simor.

O novo trabalho segue o estilo musical de Silva, que conseguiu transformar os arranjos de canções consagradas de Marisa em várias fases de sua carreira mantendo a identidade da intérprete original em cada faixa. É muito bom perceber que houve um cuidado grandioso em manter a essência de música. Silva tomou pra si o repertório. Todo o disco nos envolve num clima intimista e muito agradável. Ponto para a produção musical e arranjos.

O repertório conta com regravações de sucessos como “Ainda Lembro”, “Eu Sei (Na Mira)” e “Beija Eu” (gravadas pela cantora em 1991 para o disco “Mais”). “Infinito Particular” (do disco de mesmo título lançado em 2006). “Não É Fácil”, “Não Vá Embora” e “Tema De Amor” (lançadas no disco “Memórias, Crônicas e Declarações de Amor” de 2000). “O Bonde do Dom” (do disco “Universo Ao Meu Redor” de 2006). “Verdade, Uma Ilusão” (do disco “O Que Você Quer Saber De Verdade”, de 2011) e “Na Estrada” (do ovacionado disco “Verde, Anil, Cor De Rosa E Carvão” de 1994). Do projeto Tribalistas, lançado em 2002 por Marisa, Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes, foi resgatada a faixa “Pecado É Lhe Deixar De Molho”. Impossível tirar o destaque de apenas uma ou outra faixa.

Mas o melhor do disco fica com a inédita “Noturna (Nada De Novo Na Noite)”, composição que registra a primeira parceria dos cantores junto com Lucas, irmão de Silva. A faixa inédita é um casamento perfeito entre os cantores e como presente para os fãs ainda traz Marisa nos vocais numa participação especial. Não é preciso perguntar se queremos mais novidades como essa. Queremos muito!

“Silva Canta Marisa” é de longe um dos melhores trabalhos já lançados por Silva. Um repertório regular, sem exageros e muito bem trabalhado. Um disco gostoso de ouvir e que supera muito “Júpiter”, disco autoral do cantor lançado ano passado que não foi bem aceito pelos críticos. Silva mostrou que tem muito para mostrar de sua sonoridade.

Resenha Publicada em 23/11/2016





Esta resenha foi lida 1152 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista


Outras Resenhas