Resenha do Cd Desvelando Mares / Bianca Gismonti

DESVELANDO MARES title=

DESVELANDO MARES
BIANCA GISMONTI
2018

HUNNIA RECORDS
Por Anderson Nascimento

Terceiro disco autoral, “Desvelando Mares” apresenta a cantora Bianca Gismonti, na companhia de seu marido Julio Falavigna na bateria, e de Antonio Porto no baixo, formação que vem trabalhando junto desde o segundo álbum autoral da cantora “Primeiro Céu”, lançado no final de 2015.

Nesse novo disco a cantora se cerca de sons e inspirações de várias partes do mundo, com ênfase em compositores, o que torna a obra um eclético encontro de texturas e sabores ao longo das suas nove faixas.

O disco abre com a ótima “Salteo”, inspirada em artistas argentinos, e segue com um lindo acompanhamento de tabla, tocada por Julio Falavigna, na tensa canção “Ostinatos”.

O trabalho vai passeando por trilhas de raízes africanas como em “Feitiço”, faixa que apresenta vocalizações, e do Norte da África com influências do tunisiano Dhafer Youssef, na linda faixa que dá nome ao disco “Desvelando Mares”, uma suíte sonora com mais de 8 minutos.

Em “Piano Station”, o Trio vai buscar referências no som oriental Armênio, enquanto em “Aonde Planam os Pássaros”, canção que traz novamente o arranjo com tabla, o som mira na música clássica indiana. Portugal e Japão são representados musicalmente e respectivamente nas canções “Majo”, outra faixa com vocalizações, e “Ventos do Sul”, enquanto o álbum encerra com “Celestial Sphere”.

Vale adicionar que, embora o disco apresente todo esse espectro musical que rompe barreiras continentais, há uma unidade e coerência sonora, que vai nortear o ouvinte como uma bússola corretamente configurada rumo à aventuras culturais e ao bom gosto musical.

Resenha Publicada em 27/03/2019





Esta resenha foi lida 595 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas