Resenha do Cd Mais Próximo Do Fim / Esdras

MAIS PRÓXIMO DO FIM title=

MAIS PRÓXIMO DO FIM
ESDRAS
2014

INDEPENDENTE
Por Anderson Nascimento

Com estética voltada para o Heavy Metal cantado em português, a banda paulista Esdras lançou em 2014 o seu demo intitulado “Mais Próximo do Fim”. O CD é composto por seis faixas que transitam entre a intensa “Snake”, que abre o disco fundindo o Punk com o Heavy Metal, e a questionadora “Pote de Ouro”, que encerra o trabalho.

“Chuva de Fogo” reverbera com os vocais guturais de Tique Moraes, incrivelmente potentes, e instrumental industrial, enquanto “Espinhos”, melhor faixa do disco, ganha um coro que faz lembrar uma horda de seguidores em apoio ao seu líder.

Há muito valor a ser percebido no som da banda, que já tocou ao lado de grupos como “Cavalera Conspiracy”, “Ratos de Porão” e “Dead Fish”, haja vista canções como a instrumental “Interlude”, que precede a indignada “Maria da Penha”. A conexão entre as faixas também é um ponto positivo, tanto conceitualmente quanto em sua continuidade instrumental, que não para, fazendo do disco uma experiência forte e relevante.

Produzido por Tiago Hospede (guitarrista da banda Worst), a banda busca no Hardcore e no Metal as suas principais influências, o que pode classificar o som do grupo como Metalcore, mas ao longo da audição fica claro que o som grupo é bem mais amplo, com variações entre outras vertentes do Rock.

Com o primeiro disco “cheio” já em pré-produção, fica a curiosidade em saber o que a banda está preparando em termos de estética e som, mas a mensagem já foi dada nessa ótima demo.

Resenha Publicada em 18/08/2015





Esta resenha foi lida 768 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista


Outras Resenhas