Resenha do Cd Welcome To The Real World / Vôo Noturno

WELCOME TO THE REAL WORLD title=

WELCOME TO THE REAL WORLD
VÔO NOTURNO
2005

INDEPENDENTE
Por Anderson Nascimento

Surgida no Rio de Janeiro no fim dos anos 80, a banda Vôo Noturno gravou dois álbuns: “Close Your Eyes” (1997) e “Welcome To The Real World” (2005), lançado simultaneamente em português e inglês.

Quem ouve o álbum “Welcome To The Real World” (mote deste texto por conta de seus 10 anos de lançamento completados no ano passado), sem conhecer a banda, dificilmente vai acreditar que se trata de um trabalho independente, sugerindo de imediato se tratar de uma banda cascuda de Rock Progressivo ou Alternativo, dado o esmero e a qualidade dos arranjos presentes no álbum.

Atualmente o grupo formado por Fernando Souto (teclados), Marco Britto (bateria), Newton Gomes (baixo), Paulo Kiss (guitarra e violão) e Pedro Alexandre (vocal, guitarra e violão), se encontra em fase de preparação de seu terceiro trabalho, mas antes de seu hiato deixou como legado esse álbum incrível que remete às melhores reminiscências de quem curte Rock.

“Dark Clouds” abre o disco repleta da ambientação e da sonoridade típica do que ouvíamos nos toca-discos a partir de álbuns que alguns dos maiores nomes do Hard Rock e do Rock Progressivo lançaram entre a segunda metade dos anos 70 e 80.

Há canções interligadas, formando uma coerente e conceitual viagem ao universo musical da banda e das influências de cada integrante. “Never Too Late”, por exemplo, tem letra de fácil absorção e instrumental redondo, o que faz desta uma das melhores canções do álbum.

“Walk On Fire” lembra, principalmente em seu início, uma das fortes inspirações do grupo, o Pink Floyd, embora exista algo de Lennon também associado à canção, principalmente no que diz respeito aos vocais. Sem dúvida esta é a grande canção do disco!

Percebe-se ao longo da obra um embasamento nas diversas influências do grupo. Aqui vão algumas, que podem ter sido intencionais ou não: “Friends” lembra o Nirvana, principalmente em sua última fase; “Welcome To The New World” é escancaradamente reverente ao Led Zeppelin; enquanto a instrumental “Falling Down” tem um quê de Rush.

“Empty Box” é um bom exemplo de faixa que apresenta algumas das surpresas que a banda parece gostar de incluir em suas canções, neste caso, a faixa inicia com levada acústica e se desenrola em uma grande viagem instrumental. Não tem como não citar também canções como a saborosa “Mechanical Arms”, a progressiva “I’m So Glad” e a ótima “So Near”, que fecha esse brilhante trabalho surfando em uma textura mais Pop.

Misture todas as referências da banda e a originalidade deste trabalho essencialmente autoral, e você tem o que a banda Vôo Noturno tem para dizer, tocar e encantar. Com ótimos vocais (que inclusive chegam a lembrar em alguns momentos o Klaus Meine dos Scorpions) e instrumentalmente ousados, a banda Vôo Noturno faz de “Welcome To Real World” um belo convite não apenas ao mundo real, mas à música real, aquela que é relevante, e a única que realmente importa.

Resenha Publicada em 20/07/2016





Esta resenha foi lida 1018 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista


Outras Resenhas