Resenha do Cd The Origin Of Love / Mika

THE ORIGIN OF LOVE title=

THE ORIGIN OF LOVE
MIKA
2012

UNIVERSAL MUSIC
Por Anderson Nascimento

O libanês radicado em Londres Mika ficou mundialmente conhecido após o single “Grace Kelly”, lançado em “Life in Cartoon Motion” (2007), seu primeiro álbum. Dono de um estilo dançante e extremamente Pop, seus shows são épicos e arrastam milhares de pessoas por todo lugar por onde passa.

Em “The Origin Of Love”, Mika dá sequência ao seu legado de uma forma excepcionalmente eficiente. A abertura do disco, que traz a faixa título, prova que Michael Holbrook Penniman Jr. (seu nome verdadeiro), não está disposto a entregar ao público apenas mais do mesmo, urdindo em suas influências sonoridades vitoriosas de várias épocas, o que nesta faixa emula o Pop da banda Erasure . Da Já “Overrated” se inspira completamente na música dançante do início dos anos noventa, o qual nós costumávamos chamar de “House”.

Na sequência a belíssima “Lola”, segundo single do disco, está menos dançante e mais voltada para um Pop-Rock, que poderia ser feito por qualquer banda rotulada como Rock, mostrando sua habilidade para compor hits radiofônicos e de sucesso. Nessa linha, a balada “Underwater” chega a lembrar Robbie Williams.

Os arranjos ao longo do disco também vão impressionando e ratificam a declaração do cantor de que o disco traria melodias felizes, porém os temas seriam mais sérios, falando sobre questões de como lidar com a maturidade. A baladinha “Kids” é um exemplo disso e da excelente produção do álbum.

Embora o som que o consagrou esteja na maior parte do álbum, casos de “Stardust”, “Make You Happy” e “Celebrate”, primeiro single do disco, algo que impressiona é o potencial radiofônico desse disco. Que o cantor Latino não nos ouça, mas grande parte das quatorze faixas desse álbum podem chegar facilmente ao sucesso em qualquer lugar do planeta, e isso inclui, claro, o Brasil.

O disco possui uma interessante nuance de ritmos que variam, sempre com temática dançante, entre a diversão, caso de "Love You When I'm Drunk", e até de lugar comum, caso de "Step with Me", que revela que o cantor também às vezes soa repetitivo.

Apesar de o álbum perder um pouco do fôlego quando vai chegando ao seu final, o resultado ainda assim impressiona e vai encantar todos aqueles que curtem a música Pop e dançante.

Conhecido no Brasil por sua elogiada participação no Festival Planeta Terra em 2010, eleito pela revista Veja como o melhor do festival, Mika tem tudo para ganhar as pistas e se tornar um sucesso no Brasil, já que esse disco tem um imenso potencial a ser explorado.

Resenha Publicada em 13/10/2012





Esta resenha foi lida 1048 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas