Resenha do Cd Bossa Nova Vol.2 (1962-1964) / Agostinho Dos Santos

BOSSA NOVA VOL.2 (1962-1964) title=

BOSSA NOVA VOL.2 (1962-1964)
AGOSTINHO DOS SANTOS
2014

DISCOBERTAS
Por Anderson Nascimento

Dando continuidade ao resgate do catálogo do Agostinho dos Santos, o selo Discobertas coloca no mercado o segundo box do cantor, apresentando mais quatro álbuns. A fase coberta por esse segundo box é especial, já que em 1962 Agostinho iniciou a sua carreira internacional com o lendário show de Bossa Nova feito no Carnegie Hall.

No primeiro CD “A Presença de Agostinho” (1962) temos como destaque a melancólica interpretação do cantor para “Scrivimi” (Raimondi, Frati, vs. Ghiaroni), que mistura versos em italiano e português. Mas o álbum também coleciona as interessantes interpretações do cantor para clássicos como “Nossos Momentos” (Haroldo Barbosa, Luis Reis) e “Ajudai o Próximo” (Monsueto Menezes, Venâncio). As faixas bônus desse álbum é um presente à parte, já que, entre as seis faixas, está na íntegra o EP de 1962 “Agostinho no Carnegie Hall”, onde o cantor interpreta quatro clássicos da Bossa Nova.

Em “Boleros Famosos”, segundo disco do box, Agostinho apresenta uma seleção de 12 grandes boleros, com destaque para “Vida Minha” (Jacob Morcillo, Fernado Morcillo, vs. Julio Nagib), “Aqueles Olhos Verdes” (Nino Menendez, vs. João de Barro) e “Pecado” (Francini, Portier, Bahr), esta última com um excepcional arranjo.

“Mais Boleros Famosos” (1963) é a continuação do disco anterior e agrega mais 14 boleros, só que dessa vez todos cantados em Espanhol, com acompanhamento da orquestra e côro de Elcio Alvarez. A camada instrumental juntamente com as interpretações de Agostinho dos Santos e a ótima seleção de repertório fazem desse álbum um dos melhores do box. Entre os grandes destaques estão “Solamente Uma Vez” (Agustin Lara), “Calla Tristeza” (Gonzalo Curiel) e “Recuerdos de Ti” (Roque Cabajo). O disco ainda traz duas faixas bônus tiradas de um tardio disco de 78rpm, lançado em 1963.

Enfim “Vanguarda” (1964) é o disco que fecha o box, trazendo composições de Roberto Menescal, Ronaldo Bôscoli, Vinícius de Moraes, Baden Powell, entre outros. Entre os destaques estão “A Morte de um Deus de Sal” (Roberto Menescal, Ronaldo Bôscoli), “Pra Que Chorar” (Vinícius de Moraes, Baden Powell) e “Rio” (Roberto Menescal, Ronaldo Bôscoli). O disco também agrega cinco bônus extraídas de compactos simples lançados entre 1964 e 1966. A curiosidade fica por conta da versão de “Yesterday” dos Beatles, na versão em português “Ontem”, feita por Rossini Pinto.

Vale lembrar que o box segue o já característico modus operandi Discobertas de lançamentos: reprodução fiel de capa, contracapa e textos originais, imagens dos compactos, selos e todas as informações técnicas possíveis. Imperdível!

Resenha Publicada em 02/01/2015





Esta resenha foi lida 1174 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





LOJALOUCOSPORMUSICA - camisetas, miniaturas, chaveiros

Acesse: https://www.loucospormusica.com/

Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas