Resenha do Cd A Hundred Million Suns / Snowpatrol

A HUNDRED MILLION SUNS title=

A HUNDRED MILLION SUNS
SNOWPATROL
2008


Por Anderson Nascimento

O Snowpatrol está longe de ser uma unanimidade entre público e crítica, mas verdade seja dita, que a banda vem lançando singles inspirados não há como negar. Basta lembrar o último álbum "Eyes Open", lançado em 2006, que contava com “Open Your Eyes” que tocou a doidado na época de seu lançamento, e até hoje é presença certa em programas de vídeo clipes e rádios, e ainda "Chasing Cars", que catapultou a banda e o disco para os mais altos topos das paradas musicais do mundo todo. Apesar de trazer grandes hits, o álbum como um todo é cheio de altos e baixos.

Com "A Hundred Millon Suns" é diferente. Apesar de (ainda) não ter feito tanto alarde, o disco é mais coeso. As músicas vão formando um mosaico que dá ao álbum um formato interessante, tornando difícil a tarefa de pular uma faixa, ou mesmo, de trocar o disco.

Digo isso porque a inspiração do álbum vai aumentando na medida em que as faixas vão sendo reproduzidas. Só para se ter uma idéia, das quatro primeiras faixas, duas são singles. Trata-se de "Crack The Shutters" e "Take Back The City", onde esta última consegue empolgar o ouvinte mesmo na primeira audição.

Em meio às baladas, mesmo em momentos mais acelerados como a própria "Take Back The City", "Take this photos from my hands" dá uma sacudida no disco com guitarras e sonoridade bem próxima ao estilo Coldplay.

Mesmo baladeiro, muito provavelmente uma opção da banda, o Snowpatrol apresenta momentos que tendem ao divino e que ficarão para a história da carreira dos britânicos. "The Planet Bends Between Us" é um desses momentos. A faixa vem sendo tocada nas rádios inglesas, e emocionando corações a fora.

No entanto, quando a banda procura renegar seu DNA, e fazer algo muito diferente, o Snowpatrol acaba destoando do restante do disco. Em "The Lightning Strike", uma espécie de saga dividida em três partes, em um total de dezesseis minutos, encerra o álbum, meio que isolando a mesma do restante do disco.

O álbum tem potencial para ser bastante explorado pela banda, revelando um grande amadurecimento musical, principalmente no que diz respeito às melodias. O quinto álbum da carreira do grupo, segundo o site oficial da banda, foi gravado incrivelmente em apenas uma semana.

Resenha Publicada em 10/05/2009





Esta resenha foi lida 859 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas