Resenha do Cd Youth Authority / Good Charlotte

YOUTH AUTHORITY title=

YOUTH AUTHORITY
GOOD CHARLOTTE
2016

MDDN
Por Anderson Nascimento

Sexto álbum de estúdio da banda americana de Pop-Punk Good Chartlotte, “Youth Authority” é uma excelente surpresa positiva. Produzido por John Feldmmann, responsável pela produção de discos de várias bandas alternativas americanas, o álbum vem sendo muito bem explorado, contando com quatro singles até o momento.

O ótimo single “Life Changes” é uma abertura digna e impactante, tem belo refrão e coros que certamente devem estar funcionando muito bem ao vivo. A canção, além disso, é responsável por uma explícita a mudança na banda, as composições estão mais maduras, o que faz parecer que o grupo parece finalmente ter percebido que o público que acompanhava a banda nos 90s também amadureceu faz tempo.

Com as participações especiais de Kellin Quinn, vocalista da banda “Sleeping With Sirens” na faixa “Keep Swingin”, e de Simon Neil, guitarrista e vocalista do “Biffy Clyro”, na faixa “Reason To Stay”, o disco se divide entre faixas fortes como o single “Makeshift Love” e críticas como a ácida “40 oz. Dream”, outro single, com boa levada que se aproveita das paradas provocadas pelas divisões das frases, dotado de sarcásticos efeitos especiais, palmas e coros.

Já no caso das baladas, destacam-se o delicioso single “Life Can’t Get Much Better” e “Reason to Stay”, faixa de enorme apelo Pop que traz a participação de Simon Neil. Já “Stray Dogs”, apesar de essencialmente ser considerada uma balada, possui boa veia roqueira.

“Youth Authority” também chama a atenção pela quantidade de efeitos presentes em algumas faixas como na dobradinha “Stick to Your Guns Interlude” faixa rápida que introduz “The Outfield”.

O disco se despede muito bem com as ótimas “Cars Full of People”, canção que inicia meio acústica e vai crescendo a partir de um bom refrão e de uma camada de órgão; “War”, uma das melhores canções do disco, recheada de ôoôos, bem caracterizados neste disco; encerrando com “Moving On” Meio balada, meio Rock, que lembra bem o início da carreira da banda, e finaliza bem o disco.

Lançado em 30 de março de 2016, o disco chega após um hiato de 6 anos desde que a banda lançou o bom “Cardiology” (2010). O anúncio de que a banda lançaria um novo disco veio em 5 de novembro do ano passado, quando também divulgaram o clipe de “Makeshift Love” e anunciaram o show de retorno no dia 19 de novembro no The Troubador na California.

No fim das contas “Youth Autority” mostra uma banda que cresceu, não só com melhorias instrumentais, mas com boas letras e produção. O estilo “redondo” de fazer canções da banda foi ainda mais explorado neste álbum de ótimas e relevantes canções.

Resenha Publicada em 28/11/2016





Esta resenha foi lida 757 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas