Resenha do Cd Avohai - 40 Anos / Zé Ramalho

AVOHAI - 40 ANOS title=

AVOHAI - 40 ANOS
ZÉ RAMALHO
2018

DISCOBERTAS
Por Valdir Junior

É Incrível, e ao mesmo tempo maravilhoso, a capacidade de alguns discos se manterem fundamentais, atuais e relevantes com a passagem do tempo. Tempo esse que é inexorável e reduz a poeira, sem dó, dos mais aos menos incautos. Há quarenta anos Zé Ramalho lançava seu homônimo álbum de estreia, disco que com o passar dos anos acabou sendo conhecido por uma de suas faixas, “Avôhai”, um dos seus grandes sucessos. Para comemorar essa data o selo Discobertas lança agora “Avôhai 40 anos” um álbum de releituras roqueiras das músicas do disco.

Com direção artística do próprio Zé Ramalho e pós-produção de Marcelo Fróes, que assina a produção das três faixas bônus do disco, “Avôhai 40 anos” revigora com mais peso, energia e urgência o som folk rock psicodélico nordestino do disco original trazendo bandas e artistas de pop rock da atual cena independente brasileira para homenagear e mostrar a influência e importância do álbum de Zé Ramalho para as novas gerações do século vinte e um.

As novas interpretações das nove músicas originais conseguem evidenciar nuances detalhes e caminhos diversos para as melodias, harmonias e texto já conhecidos e eternizados nesses quarenta anos na interpretação de Zé Ramalho. Uma das características de “Avôhai 40 anos” é conseguir mostrar uma unidade sonora entre as faixas, mesmo elas sendo gravados em momentos, estúdios e com músicos diferentes, um ponto alto na concepção do disco e também na seleção dos artistas convidados e na produção das faixas.

Falando nos cantores e bandas presentes em “Avôhai 40 anos”, vale destacar todos os envolvidos: Eminência Parda Via Rock, João Ramalho, Sent U Feeling, Prima Facie, Paul Rock, Mazzeron, OgroJazzBend, Luiz Lopez, Linda, Novanguarda e o único veterano no disco, Robertinho de Recife, tanto pela qualidade e criatividade de suas interpretações, quanto para mostrar que existe sim, no Brasil, gente capaz, profissional e com talento para fazer e produzir música de verdade, longe dos “hits” discutíveis dos “Só Toca Tops” da vida.

Vale destacar entre as doze faixas do CD as interpretações de “Voa Voa”, que aparece em duas versões, a primeira com Linda Ramalho, filha de Zé Ramalho, numa linha meio Stones, meio Pitty, e a segunda com Luiz Lopes, que capricha num arranjo psicodélico indiano bem viajante; “Vila do Sossego” com Paul Rock, “A Noite Preta (Versão 1)” com João Ramalho, numa pegada meio Metallica meio Raimundos; “A Dança das Borboletas (Versão 1)” com Sent U Feeling e “Adeus Segunda Feira” com o Prima Facie.

O saldo final do CD “Avôhai 40 anos” é extremamente positivo, fruto de uma homenagem muito, mas muito bem feita e um trabalho primoroso dos envolvidos em fazer um disco a altura do disco original. Surpreendendo pelas interpretações das bandas e cantores que merecem e devem ser mais conhecidos do público geral, graças a esse estimado trabalho do selo Discobertas em parceria com a Editora Avôhai.

Resenha Publicada em 20/07/2018





Esta resenha foi lida 4777 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z



LOJALOUCOSPORMUSICA - camisetas, miniaturas, chaveiros

Acesse: https://www.loucospormusica.com/

Outras Resenhas do Artista

CDs


Livros


Outras Resenhas