Resenha do Cd Zé Ramalho Canta Beatles / Zé Ramalho

ZÉ RAMALHO CANTA BEATLES title=

ZÉ RAMALHO CANTA BEATLES
ZÉ RAMALHO
2011

DISCOBERTAS
Por Anderson Nascimento

O novo CD de Zé Ramalho é resultado de um projeto iniciado no final dos anos noventa, quando Zé iniciou as gravações do que seria o seu primeiro álbum de intérprete de uma série que já conta com títulos dedicados à Raul Seixas, Luiz Gonzaga, Bob Dylan e Jackson do Pandeiro.

Mais de dez anos depois, Zé finalmente presta a sua homenagem ao quarteto de Liverpool com uma série de dez regravações do cancioneiro dos Fab Four, incluindo como bônus seis regravações de canções da carreira solo de John, Paul, George e Ringo, o que acaba transformando o álbum em um presente conjunto para fãs de Zé Ramalho e dos Beatles.

O disco apresenta uma coleção de momentos de admiráveis interpretações do cantor paraibano, onde o mesmo imprime a sua marca em consagradas canções dos Beatles que o cantor escolheu para pôr no disco.

Desta forma, como revela Zé no encarte do disco, canções que lhe chamaram a atenção na época de lançamento e que estão entre as suas prediletas, como “The Long and Widing Road”, “While My Guitar Gently Weeps” e “Dear Prudence”, ganharam vaga no repertório do álbum.

O disco traz canções de várias sessões espalhadas ao longo desses doze anos de projeto, e vários destaques. Entre as gravações realizadas este ano, o medley “Golden Slumbers / Carry That Wait”, foi escolhido para abrir o disco, de forma forte e tensa, explorando principalmente o pesado refrão a segunda parte do medley.

Canções como “If I Fell” e “I Need You” ganham uma produção com mais retoques, incluindo, no caso da segunda, um belo arranjo que chega a lembrar a versão feita por Tom Petty para o especial “Concert for George” de 2002.

Como não poderia deixar de ser, algumas canções ganharam o sotaque nordestino que Zé Ramalho - amparado por Dodô Moraes, responsável por teclados, sanfonas, samplers e programações - sabe fazer como ninguém, corroborando a beleza e a musicalidade, ora implícita, ora explícita, das canções dos Beatles. Entre elas “In My Life”, “Dear Prudence”, “While My Guitar Gently Weeps” (que ganhou um divertido vídeo-clipe) e a segunda parte de “A Day in The Life”, um das melhores faixas desse disco.

Zé Ramalho acerta novamente ao reler artistas relevantes em sua formação, no caso dos Beatles, relevante na formação de quase todos artistas que surgiram após o mundo conhecer seu trabalho.

Resenha Publicada em 22/08/2011





Esta resenha foi lida 1121 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





LOJALOUCOSPORMUSICA - camisetas, miniaturas, chaveiros

Acesse: https://www.loucospormusica.com/

Outras Resenhas do Artista

CDs


Livros


Outras Resenhas