Resenha do Cd Crash Boom Bang! / Bayonets, The

CRASH BOOM BANG! title=

CRASH BOOM BANG!
BAYONETS, THE
2017

JEM RECORDS
Por Valdir Junior

Se você reclama que não fazem mais música como antigamente e hoje falta mais emoção e qualidade nas músicas que se dizem “sucesso", se você já esta farto disso tudo que rola por aí, pare imediatamente tudo que estiver fazendo e procure agora na sua plataforma digital preferida o álbum “Crash Boom Bang!” do The Bayonets.

Quem é essa banda?

The Bayonets é a banda que o guitarrista-compositor-produtor Brian Ray, músico que toca na banda de Sir Paul McCartney desde 2002, formou em 2011 ao lado do seu amigo, baterista-produtor-compositor Oliver Leiber, filho de Jerry Leiber da dupla Leiber & Stoller, compositores de sucessos como “Hound Dog”, “Jailhouse Rock”,” Poison Ivy”, "King Creole" e "Stand by Me", e da musicista argentina Lucrecia Lopez Sanz da banda Nube Nine, criando o núcleo duro de uma banda que em muito nos surpreende.

Em 2013 a banda lançou alguns singles digitais que tiveram boa repercussão pela internet e que resultaram mais tarde no álbum “Crash Boom Bang!", um álbum repleto de hits que grudam de primeira e trazem um ímpeto de felicidade e alegria ao escutarmos cada uma das canções ali presentes. Para quem já conhece o trabalho e as composições de Brian e Oliver, nos dois discos solos de Brian, “Mondo Magneto” e “This Way Up” pode imaginar o nível das canções que vai encontrae em “Crash Boom Bang!”.

Produzido e composto por Brian e Oliver, “Crash Boom Bang!” traz um Rock maduro, radiofônico, repleto de riffs, refrões e com um frescor ímpar; coisa que hoje em dia muitos poucos artistas conseguem fazer, mas Brian e Oliver têm know-how e sensibilidade o bastante para tirar isso de letra e entregam um material de primeira e um álbum que em breve será considerado um clássico.

Desde o primeiro single “Sucker for Love” um rock chiclete cheio de humor e sarcasmo e “Smartphone", o single seguinte, mostravam que os Bayonets não estão de bricanderia, tanto que as duas músicas em 2013 receberam de Stevie Van Zandt, guitarrista da E Street Band de Bruce Springsteen, o título de "A canção mais legal do mundo" na transmissão de seu programa de rádio "Little Steven's Underground Garage".

Lançado em CD físico em 2015 com dez faixas, o álbum trazia os cinco singles até ali lançados com as duas faixas já citadas e “Whatcha Got”, "Big Man Down" e "Vagabond Soul" esta com a participação de Steven Tyler do Aerosmith nos backing vocals e harmônica, e mais cincos faixas que se integravam com as demais como se fossem outras músicas de trabalho, num lance bem parecido com que os Beatles faziam em seus discos. Aqui destaco três delaa: a faixa titulo “Crash Boom Bang!”, “Last Man Standing” e “So Easy Rider”

Em 2017 “Crash Boom Bang!” foi relançado pela Jem Records com uma distribuição maior para o mundo todo, trazendo duas novas faixas, “Like She Does” e “I Feel Love” que acrecentaram ainda mais peso e urgência a sonoridade do disco, fazendo do que antes era um petardo sonoro se transformar agora em dinamite pura, é realmente incrível a sonoridade e qualidade deste álbum, que no formato físico ganha um charme ainda maior.

Altamente indicado “Crash Boom Bang!” dos Bayonetes merece e deve ser ouvido por todos aqueles que gostam de boa música e que como já dito no começo, para aqueles que querem músicas novas com qualidade urgentemente. Por enquanto não há nada de novo dos Bayonets a vista, mas Brian Ray acaba de lançar um novo single digital solo “One Heartbeat” e ao lado dos seus discos solos e do “Crash Boom Bang!” você tem material de sobra para conhecer, se divertir e se jogar no Rock and Roll até um novo lançamento desse incrível banda.

Resenha Publicada em 27/08/2018





Esta resenha foi lida 483 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z



LOJALOUCOSPORMUSICA - camisetas, miniaturas, chaveiros

Acesse: https://www.loucospormusica.com/

Outras Resenhas do Artista


Outras Resenhas