Resenha do Cd Vera Loca Iii / Vera Loca

VERA LOCA III title=

VERA LOCA III
VERA LOCA
2008


Por Anderson Nascimento

Independente do peculiar nome, explicado na entrevista que a banda gentilmente cedeu ao Galeria Musical, a banda gaucha Vera Loca provoca uma certa curiosidade em torno de seu nome e de seu som. Isso se deve ao fato do nome da banda aparecer em dez entre cada dez sites de redes sociais na internet. Isso sem contar com as veiculações de vídeo clipes na MTV e na Multishow. E foi assim comigo, a cada vez que via o nome da banda piscando em algum lugar, eu acabava me cobrando – “tenho que ouvir essa banda”. Finalmente quando ouvi o disco “Vera Loca III”, último lançado pela banda, concluí que valeu a pena toda a curiosidade.

A banda iniciou sua carreira em há sete anos, e com o poder de suas canções conquistou um público fiel, que é conhecido por cantar a plenos pulmões as canções da banda. Também pudera, o quinteto tem a capacidade de criar canções que grudam em nosso subconsciente e melodias que vão de BRock oitentista, passando por pop e virtuosismo que deixa a impressão de que estamos diante de uma grande promessa do Rock nacional.

Todo esse amadurecimento musical e profissional da banda deve-se a um empenhado trabalho conjunto que envolvem, além da qualidade dos músicos, uma preocupação com a estética visual, que inclui um web site esperto sempre atualizado, e a aposta em vídeo clipes, só desse último CD, já são dois. Inclusive o clipe de “Borracho y Loco”, música que a banda cedeu para download em nosso site, é um dos hits do YouTube, com mais de 60 mil exibições.

Quanto às músicas, o álbum possui doze músicas que trazem momentos que vão fazer o ouvinte viajar em torno do som feito pela banda, que mesmo apontando para amplas referências, dedica-se a um pop-Rock mais voltado Rock. Esse é o caso já da faixa de abertura “Serenata”, onde um refrão pegajoso deita em uma camada de guitarras parrudas que casam perfeitamente com a sonoridade da banda. Em “Velocidade”, apesar de a canção começar parecendo uma balada, a música logo se transforma em um Rock adulto e contemporâneo.

Alguns momentos, de apelo mais pop, assenta a banda em um terreno mais próximo do que as bandas gringas, e algumas brasileiras, têm feito atualmente, como podemos ouvir em “Sem sair do lugar”, que chega a lembrar os conterrâneos do Cachorro Grande.

A política “A Culpa”, mostra o lado britânico da banda, com pianinho e efeitos a lá Keane. O mesmo acontece com a batida de “Sem Sair do lugar”, que lembra “Come On Home” do Franz Ferdinand, e coisas mais recentes do IRA! Obviamente resultando em um caldeirão de influências que resultam no antenado som da banda.

“Fiz de Tudo” é outra canção que resume bem a banda, de clima arejado e didático, a canção é uma das melhores do disco, e tem potencial para entrar em trilhas sonoras de Cinema ou Tv.

Quando resolvem apostar em baladas matadoras a banda também acerta em cheio, em “Pense Bem” a banda traz uma canção forte e muito bem arranjada que possui um belo refrão e interpretação irrepreensível.

O disco finaliza de forma minimalista, com a canção “Meus Amigos”, música acústica, repleta de violões, com um teor regional, que traz mensagens reflexivas em uma composição adulta e interessante: “...nossos filhos serão os jovens e nós os modernos...”.

Como curiosidade, a capa do CD “Vera Loca III” foi eleita como as dez melhores capas do Brasil pela Revista Época, da Rede Globo. E o CD, apesar de ter sido lançado no finzinho de 2008, o disco continua sendo trabalhado, e tem potencial em cada faixa, para continuar sendo mostrado por um bom tempo.

Sem medo de errar, garanto que é questão de tempo para que a banda Vera Loca se transforme em um fenômeno não só no Rio Grande do Sul, mas em todo o Brasil. Sorte nossa!

Resenha Publicada em 17/04/2010





Esta resenha foi lida 965 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista


Outras Resenhas