Resenha do Dvd Oceania: Live In Nyc / Smashing Pumpkins, The

OCEANIA: LIVE IN NYC  title=

OCEANIA: LIVE IN NYC
SMASHING PUMPKINS, THE
2013

UNIVERSAL MUSIC
Por Fabio Cavalcanti

Uma das poucas instituições do rock alternativo, conhecida pelo nome de Smashing Pumpkins, sempre teve a ousadia musical e a visão pessimista/melancólica do seu líder Billy Corgan como pontos de partida para qualquer um dos seus lançamentos. Em seu novo DVD "Oceania: Live In NYC", Corgan e sua "equipe atual" mostram uma apresentação completa da sua última turnê.

Acima de tudo, temos aqui um verdadeiro concerto dos Smashing Pumpkins, com direito a um telão de fundo à la Pink Floyd, no qual alguns vídeos e imagens abstratas se encaixaram muito bem com a música elaborada da banda. O set list traz o ótimo álbum "Oceania" (2012) na íntegra, alguns hits, e a boa faixa inédita "The Dream Machine". Se, por um lado, Billy sempre gostou de criar repertórios que possam agradar e chocar o público ao mesmo tempo, por outro, deixaremos qualquer pensamento indulgente de lado na análise a seguir, ok?

A execução do "Oceania" é primorosa em seus detalhes sônicos, trazendo algumas versões que chegam a superar as de estúdio, visto que Billy conseguiu fazer a banda soar como... bem, como uma banda! Destaque especial para a pesadíssima "Quasar", e para a comovente "Violet Rays", faixas que mostram bem a variação semi-progressiva do álbum em questão. Mas, ainda assim, é inevitável o olhar pouco animado de um público que tomou um gole de paciência com energético para aguentar uma hora de relógio antes de ouvir alguma canção antiga.

Na segunda metade do set, e após um curioso cover pesado de "Space Oddity", do David Bowie, o quarteto dá início à grande celebração do seu som clássico. Grandes hits como "Bullet with Butterfly Wings" e "Cherub Rock" trazem, mesmo nessa nova formação "apagada", o famoso canhão sonoro que fez a molecada dos anos 90 se apaixonar pela banda. E as versões mais eletrizadas de "Disarm" e "Tonight, Tonight" mantém, com maestria, aquele elemento emocionante que pode levar qualquer ouvinte de boa música às lágrimas.

No final, o saldo do DVD é positivo, tanto em seu áudio maravilhosamente "estrondoso" como em seu vídeo bem filmado e editado - tendo o melhor resultado possível de uma banda que não é muito performática. Mas, é claro que as coisas poderiam ter sido ainda melhores, se pelo menos 4 ou 5 músicas do "Oceania" tivessem dado espaço para outros hits (como "1979" e "Today"), os quais trariam mais momentos daquela interação bacana que só começou de verdade na segunda metade do show em questão.

Em 20 anos de uma carreira que, apesar da inúmera troca de integrantes - e duvido que você mantenha uma lembrança dos novos músicos ao final desse DVD, apesar do inquestionável profissionalismo de cada um deles -, trouxe mais acertos do que erros, Billy Corgan mostra que, em termos de um bom show de rock, ainda tem algo a aprender com os mesmos fãs que aprenderam muita coisa boa com a sua música.

Resenha Publicada em 11/11/2014





Esta resenha foi lida 1295 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas