Resenha do Livro Iron Man - Minha Jornada Com O Black Sabbath / BLACK SABBATH

IRON MAN - MINHA JORNADA COM O BLACK SABBATH title=

IRON MAN - MINHA JORNADA COM O BLACK SABBATH
2013

Planeta do Brasil
Autores: TONY IOMMI
Artista: BLACK SABBATH
Por Valdir Junior

Dentro da história do Rock pesado existem muitos homens que podem personificar o Rock, mas muitos poucos conseguiram como Tony Iommi, o guitarrista e fundador do Black Sabbath. Este livro escrito em parceria com o jornalista e escritor T.J.Lammers, é o resultado das lembranças e reminiscências de Tony sobre os primórdios do Rock na Inglaterra, do surgimento e ascensão do gênero Heavy Metal, uma história que se confunde com a do próprio Tony e a do Black Sabbath.

Nascido em Birmingham, Inglaterra (local viria a ser chamado de “o berço do heavy metal”) em fevereiro de 1948. Tony nos conta como era crescer e ser educado, no pós- guerra numas das áreas mais barra pesada do país e também o início do seu interesse por música ouvindo o “Top 20” da Radio Luxemburgo. Passando pelas primeiras tentativas de tocar, formar os primeiras bandas culminando no acidente de trabalho que lhe custou as pontas de dois dedos de sua mão direta, e que de certa forma acabou trilhando o seu destino e a sua características de tocar, tudo relatado em detalhes de forma bem sincera e sem mágoas.

Do encontro com os outros três músicos (Ozzy Osborne, Geezer Butler, Bill Ward), para formar a banda de blues Rock “Earth”, que mais tarde mudaria seu nome para “Black Sabbath”, passando pelas gravações dos álbuns clássicos da banda, os problemas com o ocultismo, o quase ostracismo que banda passou no final dos anos 80 e início dos 90 com a entrada e saída de músicos, passando por problemas dos músicos com drogas, bebida, empresários, máfia, tudo contado por quem viveu nesses mais de 40 anos de estrada em uma vida de excessos e sobreviveu para poder contar e mostrar suas cicatrizes de batalhas com tanta honra e perseverança.

“Iron Man - Minha Jornada Com o Black Sabbath”, foi lançado originalmente em 2011, portanto aqui nada consta dos problemas de saúde e o pesado tratamento por que Tony Iommi passou nos dois últimos anos, assim como não há nada do retorno triunfal da formação “quase” clássica do Black Sabbath com o álbum “13”, mas isso não prejudica a leitura, pois como a “história” ainda está sendo escrita o livro nos ajuda a conhecer mais de perto esse “homem de ferro” e sua paixão pela música, guitarras, mulheres e pela própria vida. Indicado tanto para velhos como para novos fãs.

Resenha Publicada em 18/01/2014






Esta resenha foi lida 1704 vezes.



Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


DVDs


Livros


Outras Resenhas