Resenha do Cd Raditude / Weezer

RADITUDE title=

RADITUDE
WEEZER
2009

UNIVERSAL MUSIC
Por Queison Souza Alves

Já se passou muito tempo desde o lançamento de duas obras-primas dos anos 90, Blue Album e Pinkerton marcaram o Weezer como uma das melhores bandas de Rock daquele tempo, influenciando milhares de jovens que desejavam se aventurar no showbiz.

Depois disso a banda sofreu com os críticos musicais que detonavam cada trabalho que não viesse a superar esses dois discos fantásticos. Alvos: Maladroit, Green Album, Make Believe, Red Album. Todos são ótimos álbuns, se não tivessem saído depois daqueles dois primeiros lá que comentei anteriormente.

Agora, no final de 2009, mais uma tentativa, Raditude é a bola da vez. E quer saber? O cd é muito bom. Tá, tá, os sintetizadores não são muito a cara do Weezer, mas vamos combinar, em certas músicas é incrível ouvir esse adicional na banda, encaixou em perfeita sintonia!

Falando um pouco do tracklist do álbum, o cd inicia com o primeiro single, (If You Wondering If I Want You To) I Want You To, uma escolha certeira, é uma das músicas mais legais do disco, com um dos refrões mais agitados do ano, muito boa. As duas próximas faixas são aquelas que ao ouvir o primeiro riff de guitarra reconhecemos do que se trata, Im Your Daddy e The Girl Got Hot não deixam o ritmo cair e estão no top 5 de Raditude, ótimas do começo ao fim, aliás essa segunda está aliada ao sintetizador que comentei ainda pouco, podemos ouví-lo e cultuá-lo. Nice!

Os pontos baixos ficam pelas estranhas e enjoadas Cant Stop Partying, definitivamente a pior música do ábum e Love is The Answer, com um cômico clima indiano. Devem ser esquecidas.

Continuando com o que realmente nos interessa, ouvimos as boas, Put Me Back Together e Tripping Down The Freeway, clima calmo, final intenso, guitarras distorcidas, backings animados, tudo o que já conhecemos e gostamos. Finalizando, Raditude termina com uma bela sequência, Let It All Hang Out começa com uma guitarra que chega a irritar os ouvidos, canção frenética do início ao fim, seguida da potente In The Mall e da sonolenta baladinha, porém não menos importante, I Dont Want To Let You Go, deixando aquele clima de final de disco muito mais agradável.

Raditude ainda conta com uma edição Deluxe que apresenta, Turn Me Round, Get me Some, Run Over By A Truck, The Prettiest Girl In The Whole Wide World e a ótima e profunda The Underdogs.

O sétimo álbum de estúdio do Weezer traz boas surpresas e o som conhecido de todos nós, fãs da banda. Nada será como antes, não podemos insistir. Mas, o que ouço agora me deixa satisfeito e, se continuar assim, Weezer terá seu lugar garantido na minha biblioteca musical durante muito tempo

Resenha Publicada em 25/11/2010





Esta resenha foi lida 1226 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas