Resenha do Cd Battle Born / Killers, The

BATTLE BORN title=

BATTLE BORN
KILLERS, THE
2012

UNIVERSAL MUSIC
Por Anderson Nascimento

Quando a banda Americana The Killers resolveu apostar todas as suas fichas em um som carregado de sintetizadores e tonalidades que urgiam pela volta do característico som oitentista, eles talvez não esperassem que fosse tão difícil se desgarrar dessa batida.

A abertura de “Battle Born”, quarto álbum e primeiro desde o divisor de águas e bem sucedido “Day and Age”, deixa isso em evidência. “Flesh and Bone” parece ser uma continuação de onde o disco anterior parou, além de curiosamente lembrar algo na linha do que de mais Pop foi apresentado pelo Queen nos anos oitenta.

Brandon Flowers e banda espalham ao longo do disco as mesmas sementes que tornaram alguns de seus últimos singles verdadeiros sucessos. O cantor continua investindo em canções épicas para serem cantadas a plenos pulmões em seus (sempre catárticos) shows. Isso pode ser conferido em “Runaways” e na própria faixa título, a superproduzida “Batlle Born”, por exemplo.

Enquanto faixas como a bonita “The Way It Was” e “A Matter of Time” não empolgam, “The Rising Tide” é certeira e, aqui sim, incorpora um pouco do velho Killers, resultando em uma das melhores faixas do disco, que urde, Rock, Música Eletrônica e Gospel, em canção de impressionante potencial afetivo. Outra faixa onde a banda também foge do som atual é “From Here On Out”, onde o grupo chega a incluir uma pegada na linha folk.

Momentos como na oitentista (e bela) balada “Here With Me” revelam que a banda nesse disco foi além nos arranjos de álbuns anteriores, apostando, inclusive, em um inédito arranjo vocal, formado pelas vozes dos seus componentes, onde novamente chega a lembrar o Queen.

O novo disco do Killers agrada, porém não surpreende, quem o ouve esperando encontrar o Killers dos últimos anos certamente não vai se arrepender, quem espera boas canções, vai encontrar, mas quem espera que a banda beire a banda que foram no início de carreira, é melhor continuar com os discos antigos.


Resenha Publicada em 29/10/2012





Esta resenha foi lida 974 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas