Resenha do Cd Highway Companion / Tom Petty

HIGHWAY COMPANION title=

HIGHWAY COMPANION
TOM PETTY
2006


Por Anderson Nascimento

Após um longo hiato sem lançar novos discos, Tom Petty reaparece com um de seus raros discos solo, o terceiro de sua carreira. “Highway Companion” é daqueles discos que não tem a pretensão de acusar novidades, apontar tendências ou causar qualquer furor entre os críticos.

O novo álbum, propõe-se a trazer o velho e bom Petty com sua voz suave e agradável, misturada à Rocks inteligentes e deliciosos como prova “Saving Grace”, a faixa que abre o disco dando uma pista de como será o restante do álbum.

Apesar de tocar quase todos os instrumentos, ajudado em algumas faixas por Marc Campbel e Jeff Lynne, a unidade sonora do álbum é interessante, fazendo com que o álbum seja efetivamente solo.

Jeff Lyne, que fez parte da banda Traveling Wilburys junto com George Harrison, Roy Orbinson, Bob Dylan e o próprio Petty, é o produtor do álbum, assim como aconteceu em outro álbum solo de Tom Pettty, “Full moon fever” de 1989, mas dessa vez a sua produção deixa o artista livre para criar e fazer um álbum com à sua imagem e semelhança.

Alguns momentos chamam a atenção do ouvinte já na primeira audição, como é o caso de “Square One”, uma linda balada ao violão, com solo feito por uma slide guitar que remete a forma como George Harrison tocava. Impossível não considerá-la uma homenagem ao ex-Beatle. A slide guitar fica ainda mais evidente em “Night Driver”, outra música muito próxima ao estilo de seu antigo companheiro.

As canções estão bem próximas ao que Petty produziu no fim dos anos oitenta, como o caso de “Down South”, que oferece uma melodia bastante familiar e dá o tom do álbum como um todo.

No estilo “Heartbraker”, não temos muita coisa, mas a canção “Jack” é um bom exemplo de Rock mais ousado dentro do álbum, assim como “Turn this car around”.

Tom Petty, com seus mais de trinta anos de carreira, parece bem a vontade nesse álbum que não deixa nada a desejar em nenhum quesito, os fãs vão adorar o fato de encontrar o verdadeiro Tom Petty no álbum. Tá tudo nesse disco, sua voz, guitarra, violão, gaita e composições, para a nossa sorte.

Resenha Publicada em 12/09/2006





Esta resenha foi lida 1671 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas