Resenha do Cd Só Sambas / Susana Dal Poz

SÓ SAMBAS title=

SÓ SAMBAS
SUSANA DAL POZ
2013

FINA FLOR
Por Anderson Nascimento

Dotada de voz límpida e requintada, a cantora Susana Dal Poz debuta em disco trazendo sambas clássicos de nomes como Noel Rosa, Wilson Moreira, Assis Valente, Geraldo Moreira, Nelson Cavaquinho e Dorival Caymmi.

Mas talvez o aspecto mais bacana nisso tudo seja ouvir as canções resgatadas da maneira como elas foram idealizadas pelos seus autores. “Com Que Roupa?” (Noel Rosa), por exemplo, tem duas de suas estrofes cantadas da maneira que o próprio Noel gravou, com melodia e arranjos executados de forma diferente do que a maioria dos artistas fazem nas muitas regravações da canção.

O disco é arranjado por Bernardo Dantas, que consegue resgatar uma instrumentação que faz o ouvinte mergulhar numa espécie de máquina do tempo que o transporta direto para tempos idos de cuidado e esmero.

Mesmo respeitando o formato original das canções, a Susana Dal Poz consegue se impor e vai revelando um pouco de sua personalidade em cada uma das canções do álbum. “Falsa Baiana” (Geraldo Pereira), por exemplo, exige da cantora não só a sua voz, mas também a interpretação de trejeitos que podem ser percebidos apenas pelo jeito como a cantora desempena a canção. Essa importante característica também pode ser percebida na ótima “Camisa Listrada” (Assis Valente).

Entre os muitos bons momentos há um que se sobrepõe e consegue emocionar. “A Flor e o Espinho” (Nelson Cavaquinho, Guilherme de Brito, Alcides Caminha) é uma faixa ímpar, a cantora expressa a (já linda) canção com sentimento à altura da música, e com um jeito todo especial capaz de entoar cada palavra com uma incrível dose de poesia.

O belo disco acaba servindo a dois objetivos, o primeiro, relembrar clássicos do Samba como os já citados e tantos outros como “Palpite Infeliz” (Noel Rosa) e “Vou Matar Você de Raiva” (Wilson Moreira), e o segundo objetivo é, para quem ainda não a conhece, apreciar o trabalho dessa cantora que consegue, ainda que de forma simples, se impor e exibir o seu talento como intérprete de um dos ritmos mais amados do país.

Resenha Publicada em 27/06/2013





Esta resenha foi lida 1584 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista


Outras Resenhas