Resenha do Cd Postcards From Paradise / Ringo Starr

POSTCARDS FROM PARADISE title=

POSTCARDS FROM PARADISE
RINGO STARR
2015

IMPORTADO
Por Valdir Junior

Ringo Starr começou este ano de 2015 com motivos de sobra para comemorar, além de uma bem sucedida tour com sua All Star Band, que começou em fevereiro nos Estados Unidos, passando pela America do Sul (onde pela terceira vez tocou no Brasil), e que ainda vai correr o mundo no decorrer do ano.Vai ser introduzido no Rock and Roll Hall Fame e lança agora o seu mais novo álbum “Postcards From Paradise”, seu décimo oitavo álbum de estúdio.

Gravado no decorrer do último ano, “Postcards From Paradise” traz mais uma vez Ringo tendo uma “With A Little Help From My Friends” de gente como Steve Lukather; Todd Rundgren; Joe Walsh; Benmont Tench; Peter Frampton; Dave Stewart e Nathan East, tendo a sorte de ter amigos músicos desse calibre, Ringo não perde a oportunidade de juntá-los e fazer aquilo que ele melhor sabe fazer na vida: música e tocar Bateria.

Depois do mediano e básico “Ringo 2012”, “Postcards From Paradise” traz a mesma energia e vibração que vem caracterizando os álbuns que Ringo vem lançando desde “Times Takes Time” (1992) e “Vertical Man” (1998), ou seja, muito Rock and Roll, com bons grooves, levadas de bateria que só ele sabe fazer, refrões marcantes e grudentos e as velhas referências aos 60’s com mensagens de “paz & amor” e reminiscências biográficas de sua vida.

"Rory and the Hurricanes" a faixa que abre o CD é um Rock danado de bom, onde Ringo lembra e canta o período em que tocou na banda seu velho amigo Rory Storm, antes de assumir as baquetas nos Beatles. "You Bring the Party Down" é a faixa que mostra um Ringo mais moderno, com uma batida e som “quase” eletrônico, nela o excelente Steve Lukather capricha no timbre e solo de guitarra, e também numa cítara sintetizada.

A faixa título do "Postcards from Paradise" é quase um mantra, onde a letra tem diversas citações de músicas dos Beatles de ponta a ponta, criando um caleidoscópio psicodélico de cartões postais cheios de imagens oníricas, uma das melhores e mais agradáveis músicas do álbum. "Right Side of the Road" tem o auxílio luxuoso do guitarrista Peter Frampton, que não economiza nos links de guitarra durante a música.

Outro destaque é "Not Looking Back", esta é “a balada” do álbum, com direito um belo arranjo de cordas que engrandece e muito a música, e vai fazer muita gente se emocionar com o belo vocal de Ringo. "Island in the Sun" é um reggae com uma leve pitada de funk, que dá uma cara ensolarada e dançante para o álbum. As três ultimas faixas, "Touch and Go"; "Confirmation" e "Let Love Lead" fecham o CD no mais puro clima de festa e Rock and Roll, com Ringo usando e abusando de sua bateria e botando todos para dançar.

A sensação e o sentimento que nos toma ao final da audição de "Postcards from Paradise" é o do mais puro e simples: prazer e felicidade, Ringo Starr no alto de seus setenta e quatro anos (em julho ele completa os redondos setenta e cinco) continua ainda tendo muita disposição para preencher o mundo com boa música. Tudo bem, ele não tem pretensão nenhuma de revolucionar ou mesmo apontar novos caminhos na música, mas ele é um exemplo de vontade, disposição e diversão. Pode dar o repeat no player do CD ou do seu mp3 e divirta-se, relaxe com a música feita com o coração de Ringo Starr, é disso que precisamos para alegrar nossos dias.

Resenha Publicada em 06/04/2015





Esta resenha foi lida 1328 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





LOJALOUCOSPORMUSICA - camisetas, miniaturas, chaveiros

Acesse: https://www.loucospormusica.com/

Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas