Resenha do Cd Demos / Crosby, Stills & Nash

DEMOS title=

DEMOS
CROSBY, STILLS & NASH
2009

WARNER MUSIC
Por Anderson Nascimento

Desde 1968, David Crosby, Stephen Stills, Graham Nash e Neil Young, músicos e compositores, uniram talentos e afinidades musicais para montar um supergrupo que ficou conhecido como “Crosby, Stills & Nash”, que logo depois teve a adição de Neil Young, virando então um quarteto. Desde então o grupo vem se reunindo em encarnações como o próprio quarteto, trio ou dupla, sempre levando o seu característico Folk-Rock aos fãs do mundo inteiro.

“Demos” é uma compilação lançada em 2009, com produção de Graham Nash e Joel Bernstein, que traz embriões de sucessos do trio “CSN” em seu período mais fértil, ou seja, de 1968 à 1971.

Dessa forma, maravilhosas versões de canções como “Marrakesh Express”, única a reunir efetivamente o trio CSN, e “Be Yourself”, apenas com a voz e o violão de Graham Nash, já valem a compra do disco.

A maioria das canções são gravações Demo, como o próprio nome do álbum sugere, trazendo apenas um integrante do trio em versões minimalistas de canções que entrariam posteriormente nos álbuns do trio ou em seus respectivos álbuns solo, como no caso de “Music Is Love” (faixa que reúne Crosby, Nash e Young), que foi lançada no disco do David Crosby “If I Could Remmember My Name” (1971).

Entre outros momentos incríveis estão faixas como a sutil gravação do clássico de Crosby “Almost Cut My Hair”, em versão solo gravada somente com voz e violão por seu compositor, e “Chicago”, gravada apenas por Nash com voz e piano.

As doze canções do disco trazem verdadeiros momentos de satisfação para quem curte a carreira desses heróis da música do Folk, que se mantiveram relevantes mesmo abandonando bandas como The Byrds, The Hollies e Bufallo Springfield.

Resenha Publicada em 10/01/2015





Esta resenha foi lida 797 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista


Outras Resenhas