Resenha do Cd Pão De Hamburguer / Pão De Hamburguer

PÃO DE HAMBURGUER title=

PÃO DE HAMBURGUER
PÃO DE HAMBURGUER
2010

INDEPENDENTE
Por Rafael Correa

“A arte é a contemplação: é o prazer do espírito que penetra a natureza e descobre que ela também tem uma alma.” Esta frase era frequentemente utilizada pelo escultor francês Auguste Rodin, no limiar do século XX, para definir a arte do modo mais humano possível.

Hoje, passado-se mais de um centênio de tal afirmação, percebemos que em diversos cantos do Brasil artistas trocam a paleta do silêncio para rabiscar o desenho gritante da arte, que eclode do mais profundo recôncavo da alma para embalar todos ao seu redor em uma irrefreável dança.

Um dos grupos destes singulares artistas perambula por Curitiba, pintando as noites da cidade mais cinza do Paraná. Da fumaça do trânsito e dos cigarros, passando pelos copos deixados para trás, estes artistas fazem do suor de cada dia uma nova forma de som, sustentados por cores que fogem de uma lógica pré-concebida.

São conhecidos por uma alcunha que acompanha cada ser humano de uma forma tão corriqueira e natural que parecem fazer parte do nosso dia-a-dia já na primeira audição. É o Pão de Hamburguer, que vive intensamente na mente e estômago de cada um que já tenha ouvido o que a sua arte tem a dizer.

Na verdade, o Pão representa aquela velha prova de que a arte, quando quer surgir, não reconhece nenhuma barreira. A banda deu o primeiro passo em 2005, com o intuito de alegrar uma festa da família; hoje, é considerada como um dos maiores e mais significativos nomes da nova geração do rock curitibano, com muita história na bagagem e uma série de conquistas incontestáveis.

Da brincadeira em uma festa de criança, o Pão aproveitou bem o fermento criativo que lhe é comum e não parou mais de crescer. Formada originalmente pelos guitarristas Gabriel Fausto, Leonardo Bokkerman e o baterista Rennan Frois, a banda passou a sentir a necessidade de ampliar sua formação depois de iniciar a consolidação de seu nome na cena curitibana.

As canções, de modo natural, passaram a tomar um viés mais complexo com o tempo, e formação de power trio não permitia a totalidade de versos e anversos dados pelas suas músicas. Assim, Joel Rocha completou o trio de guitarras, Bruno Frois assumiu as quatro cordas e o Pão, de trio, passou a ser um dos quintetos mais criativos da música paranaense.

Uma longa trilha foi composta até os dias atuais. Do “ontem” para o “hoje”, a banda já dividiu o palco com diversos nomes de peso, como Blindagem, Relespública e Rogério Skylab; participou de diversos festivais e transformou-se em ferramenta fundamental (assim como outras bandas) do “reascender” da cena musical curitibana, que durante um bom tempo caracterizou-se mais pela “repetição” que pela “criação”.

Hoje, o Pão vive o melhor momento de seus 5 anos de caminhada. Na crista da onda, o grupo participou de um inédito projeto que visa evidenciar ainda mais as bandas que são destaques no cenário local: trata-se do Gravando Curitiba, idealizado por Virgílio Mileo (produtor responsável pelo estúdio Audio Stamp), Emanuel Moon (Relespública) e Vladimir Urban (Sick Sick Sinners), que proporcionou às 12 bandas participantes a gravação de um EP para divulgação de seu material.

Também neste ano o Pão provou o seu valor ao concretizar um feito inédito na cena curitibana: o lançamento de um DVD em formato totalmente independente. O DVD “Ao Vivo no Guairinha” mostra a apresentação da banda ocorrida em 26/06/10, quando o Pão lotou o Auditório Salvador de Ferrante (que integra o Teatro Guaíra) e fez um público de mais de 400 pessoas dançar com uma alegria literalmente “linda de se ver”.

No DVD, é possível ver todas as características marcantes da banda: sua criatividade, energia e alegria foram insculpidas em cada imagem sonora, como se levássemos uma agradável bofetada ao rever a apresentação. Além das excelentes canções (todas de autoria da banda), o DVD traz uma série de entrevistas com a “rapãozeada”, indicando à luz o processo de composição, influências e curiosidades da banda.

Como forma de possibilitar uma maior evidenciação de sua arte, o Pão carinhosamente compilou uma série de canções que serão neste momento disponibilizadas com exclusividade pela Galeria Musical. Este conciso EP mostra as diversas “faces e fases” artísticas e humanas que o Pão de Hamburguer retrata cotidianamente com suas canções.

A primeira trinca de faixas mostra alguns momentos da apresentação do Pão convertida em DVD: “Sr. Dalí”, “Auto Ajuda” e “Lição de Vida” descortinam a capacidade que a banda tem de alternar a “porrada” com a leveza do afago em um estalar de dedos. A vibração é perceptível à cada dobra de guitarra e a cada aplauso, deixando aquele gostinho de “quero mais”, saciável apenas ao assistir o DVD por completo.

Mas a pérola da compilação vem com “Have a Nietzsche Day”, faixa inédita que compõe as canções trabalhadas pelo Pão no projeto Gravando Curitiba. “Have a Nietzsche Day” traz em seus versos um estilo composição que iniciou-se com James Joyce, no romance “O Retrato do Artista Quando Jovem”: em um jogo de palavras, os versos indicam uma série de significados diversos que se alteram a cada audição. É como se a cada separação silábica, o Pão quisesse passar uma mensagem diferente, de modo consciente. A musicalidade da canção toca fundo na alma, e faz o ouvinte navegar por um mar que ainda não conhece: seu próprio interior.

A segunda e última trinca de faixas da compilação evidencia algumas das canções mais marcantes do Pão, sempre presentes em seus shows: a dançante “Princesinha do Tio” e as reflexivas “Campeão da Apatia” e “Ontem e Hoje” garantem um encerramento com direito à chave de ouro.

No começo usamos os ensinamentos de Rodin para indicar que arte é contemplação. É justamente isso, por outros meios, o que o Pão faz com a sua arte, contemplando tudo aquilo que está ao seu redor e transformando em som, cor, luz e prazer, levantando toda uma cena para a razão quase perdida. Que isso perdure para sempre.

Resenha Publicada em 14/11/2010





Esta resenha foi lida 990 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas