Resenha do Cd Strangeland / Keane

STRANGELAND title=

STRANGELAND
KEANE
2012

UNIVERSAL MUSIC
Por Anderson Nascimento

Já na abertura de seu novo álbum, quarto de estúdio, é possível perceber uma mudança no estilo em que a banda vinha apostando em seus discos anteriores, baseados no Pop dançante dos anos oitenta, que se afastava cada vez mais do Coldplay e se aproximava do U2.

Aqui, a banda volta a flertar com o BritPop da segunda metade dos anos noventa, como a banda o fez em seu primeiro e bem sucedido álbum “Hopes and Fears” (2004). “Silenced By The Night”, primeiro single do disco, mostra um pouco disso, adornando com grandes arranjos um vocal de tons épicos e letra marcante, caso que também ocorre em “Day Will Come”, faixa mais “Coldplay” do disco.

E, faixas como “Disconnected”, segundo single do álbum, trazem o popzinho agridoce que consagrou a banda em outras épocas, assim como em “SovereignLight Café”, também lançada como single, onde a banda aposta em um refrãozinho fácil de cantarolar.

Já “What How You Know” é um baladão à moda antiga, se destacando como a maior balada do disco, a canção tem arranjos impressionantes, incluindo um côro marcante. “In Your Time”, penúltima canção do disco, é outra balada que merece ser ouvida com atenção, e se destaca como uma das grandes faixas do álbum. A sequência é outra balada, “Sea Frog”, bonita canção, mas que não consegue acrescentar tanto ao resultado final do disco.

Em termos de pegada, a faixa mais forte desse novo álbum é “On The Road”, com um piano marcante fazendo o acompanhamento ao longo de toda a música, a canção tem tudo para ser destaque na turnê de lançamento do álbum, que inclusive vai passar pelo Brasil. Depois dessa faixa, o álbum perde um pouco o fôlego, mas “Neon River”, faixa intensa e cheia de personalidade, coloca a banda de volta aos trilhos, mostrando que os quatro anos sem lançar um álbum cheio - “Perfect Symmetry” (2008) foi o último - fizeram muito bem ao grupo, que agora oficialmente passou a quarteto, com a promoção do baixista Jesse Quin como membro oficial.

A banda, que nunca deixou de fazer sucesso, andava um pouco em baixa, mas com “Strangeland” a grupo tem tudo para repetir os grandes feitos, responsáveis por colocar a banda entre os principais grupos da Inglaterra, além de espalhar o seu som por todo o mundo.

Resenha Publicada em 13/06/2012





Esta resenha foi lida 998 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





LOJALOUCOSPORMUSICA - camisetas, miniaturas, chaveiros

Acesse: https://www.loucospormusica.com/

Outras Resenhas do Artista

CDs


Outras Resenhas