Resenha do Cd #2 / Artur Menezes

#2 title=

#2
ARTUR MENEZES
2012

INDEPENDENTE
Por Anderson Nascimento

Em seu segundo álbum, o guitarrista cearense Artur Menezes renova sua alcunha de “garoto prodígio do blues”. Apesar de “#2” ser apenas o seu segundo álbum, Artur já tem uma trajetória de veterano: em maio de 2012 abriu os shows de ninguém menos que Buddy Guy no Brasil; em junho, mesmo debaixo de chuva, levantou o público presente no “Rio das Ostras Jazz e Blues Festival”, tido como um dos principais festivais do gênero na América Latina.

Algo que salta aos ouvidos ao término da audição desse segundo álbum é o caldeirão de influências que perfazem esse trabalho. Desde o Blues tradicional de “Dangerous Mood” (já gravada por B.B. King), passando pelo Country de “Damn! You Know I’m A Man”, chegando à incógnita “Lord Have Mercy”, canção que se situa em algum lugar entre o bom gosto e a fusão entre Rock, Psicodelia e Jimi Hendrix.

A faixa de abertura “I Ant Got You” também transmite um pouco dessa dimensão multifacetada, e chega a lembrar da pegada escolhida por Eric Clapton em seu álbum “Reptile”, lançado em 2001, ou seja, Blues de sonoridade pop, moderna e contagiante.

Outro momento emocionante do disco é “Room 821”, que também consolida Artur Menezes como um grande cantor e compositor, já que o mesmo consegue esbanjar sentimentalismo e virtuose em todos os sentidos.

Produzido pelo próprio Artur Menezes, e gravado com equipamentos analógicos de compressão, que dá ao disco uma sonoridade viva, o segundo álbum do artista coloca Artur entre as gratas surpresas que o ano de 2012 nos reservou. Além disso, “#2” não é somente o segundo álbum do artista, mas um disco valioso, principalmente por dar ao Blues um toque mais popular e acessível, inclusive para aqueles que não tem o Blues como estilo preferido.

Resenha Publicada em 10/01/2013





Esta resenha foi lida 1014 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista


Outras Resenhas