Resenha do Cd The Ceaseless Sight / Rich Robinson

THE CEASELESS SIGHT title=

THE CEASELESS SIGHT
RICH ROBINSON
2014

THE END RECORDS
Por Valdir Junior

“The Ceaseless Sight” é o segundo disco solo de Rich Robinson, guitarrista, compositor e um dos membros fundadores, junto de seu irmão Chris, da banda The Black Crowes. Lançado em Maio de 2014, logo após mais um hiato na carreira dos Crowes, e ao que parece, definitivo, segundo declarações mais recentes de Rich. Como esperado, “The Ceaseless Sight” traz tudo aquilo que um músico com o pedigree e o talento de Rich pode nos apresentar: ótimas canções, riffs de guitarra inspiradíssimos, timbres vintages, refrões pegajosos, tudo isso fomentado com boas dose de Rock, Blues, Folk e temperadas com um pouco de Southern Rock.

Produzido pelo próprio Rich e gravado em Woodstock, Nova Iorque, o álbum traz Joe Magistro (bateria) e Marco Benevento (teclados) como banda de apoio, e Rich fazendo, além dos vocais, todas as guitarras, violões, banjos e baixos do álbum. O som dos três juntos tocando é impressionante, cheio de pegada, energia, e uma fluidez que faz a massa sonora resultante tomarem conta do ambiente, do ouvinte.

Alguns podem falar que as músicas aqui têm muito a cara dos Black Crowes e coisa e tal, isso é até verdade, mas podemos aos pouco, prestando atenção, perceber que a assinatura individual e a personalidade de Rich esta bem presente. Para quem já acompanha o trabalho dos Crowes desde o começo, com certeza consegue diferenciar quando a mão e a alma de Rich fazem parte de uma música.

O CD abre com a Stoneana "I Know You", música que começa sem querer dizer muito, mas logo em seguida fica impossível não se empolgar com ela, e a slide-guitar dela, faz referência direta à maneira de Ronnie Wood tocar a sua guitarra. "Down The Road" é uma música que podia muito bem estar no álbum “Three Snakes and One Charm” dos Crowes, o vocal um pouco mais contido de Rich, ao contrário do vocal de seu irmão Chris, faz a música ter uma densidade e um apelo emocional mais forte.

"One Road Hill" vai na mesma vibe da faixa anterior, mas o clima gospel dela, nos faz sentir como se estivéssemos presente numa das igrejas protestantes do sul dos Estados Unidos, com a catarse correndo solta entre os presentes. "The Giving Key" lembra um pouco “Sometimes Salvation” dos Crowes, e é, junto das três primeiras faixas, um dos pontos fortes do álbum.

É com as demais faixas de “The Ceaseless Sight” que podemos perceber o caminho pelo qual Rich Robinson esta traçando sua carreira, as músicas têm uma cara muito mais acústica, com seus arranjos explorando novas nuance de timbre e som e o vocal mais suave e direto, voltado para contar uma boa estória. As faixas que aqui se destacam são: "I Have a Feeling"; "In You" e "Obscure the Day”. Mas ainda há Rock and Roll nessa nova fase de Rich, como nas faixas: "This Unfortunate Show" e "In Comes The Night".

Se for verdade que o Black Crowes acabou mesmo, Rich Robinson, mostra com esse álbum que não vai sentir muita falta e nem precisar mais da sua antiga banda para continuar fazendo o seu som e espalhar a sua música pelo planeta afora, assim como seu irmão Chris com seu “Chris Robinson Brotherhood” vem fazendo. Podemos esperar mais e mais de Rich, muito em breve.

Resenha Publicada em 28/04/2015





Esta resenha foi lida 923 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista


Outras Resenhas