Resenha do Livro Here Comes The Sun - A Jornada Espiritual E Musical De George Harrison / GEORGE HARRISON

HERE COMES THE SUN -  A JORNADA ESPIRITUAL E MUSICAL DE GEORGE HARRISON title=

HERE COMES THE SUN - A JORNADA ESPIRITUAL E MUSICAL DE GEORGE HARRISON
2015

Coletivo Editorial
Autores: Joshua M. Greene
Artista: GEORGE HARRISON
Por Valdir Junior

Dentro da mítica sobre os Beatles, cada um deles foi rotulado conforme suas personalidades, John era o intelectual, cínico e irreverente; Paul o bom moço, jovial e cativante; Ringo o afetuoso, engraçado e tranquilo; George era o Beatle-calado, sério e místico. Nas centenas de biografias já lançadas até hoje sobre a banda ou sobre cada membro, nuances dessas idiossincrasias foram discutidas e reveladas a exaustão, na sua maioria de forma superficial, reforçando mais o mito do que revelando o ser humano.

O Misticismo e a devoção de George Harrison sobre as filosofias religiosas da Índia, sempre foram tratadas e vistas pela grande maioria como uma excentricidade beirando o fanatismo de George, que com sua postura low profile e distância que mantinha do mundo das celebridades só ajudava a manter o mito. Para melhor explicar e se possível “desmistificar” a espiritualidade de George chega ao Brasil o livro “Here coms The Sun - A Jornada Espiritual e Musical de George Harrison” do escritor e roteirista Joshua M. Greene.

Greene leciona no departamento de religião da Hofstra University de Hempstead, Nova Iorque e durante treze anos frequentou ativamente vários templos hindus na Europa, em 1969 conheceu George durante a gravação do álbum “The Radha Krsna Temple” com os membros da Sociedade Internacional para a Conscientização de Krishna (ISKCON), no qual tocou um harmônio no álbum. Para o livro Greene entrevistou músicos, familiares e vários devotos de Krishna que conviveram com George durante seu período de maior fervor religioso.

O Livro concentra mais atenção no período de meados dos anos 60, quando George começou a se interessar pela música indiana e o início de sua amizade com o mestre Ravi Shankar, passando pelo envolvimento com o Maharishi Mahesh Yogi, o encontro do sucesso individual como compositor e o envolvimento humanitário do “Concerto para Bangladesh”, até meados dos anos 70, logo após o lançamento do álbum “Dark Horse” e sua curta turnê de divulgação, e também os momentos finais de George.

Um aviso deve ser dado aos mais desavisados, esse livro não é uma biografia “normal” do beatle George Harrison, como o próprio título resalta, trata-se principalmente e quase que exclusivamente da jornada espiritual que o homem George Harrison percorreu do seu nascimento a morte. Os fatos históricos na vida de George, como o surgimento, sucesso e o fim dos Beatles, assim como sua carreira solo são relatados de forma a contextualizar a busca religiosa e filosófica de George, tudo isso influenciado diretamente a sua maneira de ver o mundo e também a sua música.

Por se tratar de um livro dessa natureza, alguns equívocos cronológicos são encontrados no decorrer das quatrocentas e dezesseis páginas do livro, nada que deprecie o livro ou mesmo atrapalhe a leitura e a compreensão do estado emocional, filosófico e espiritual pelo qual George se encontrava. Greene consegue de forma simples, às vezes até um pouco meio doutrinária, passar os conceitos religiosos hindus para aqueles que desconhecem as filosofias orientais ao mesmo tempo em que relata a jornada de George.

Resenha Publicada em 23/02/2016






Esta resenha foi lida 1666 vezes.



Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


Livros


Outras Resenhas