Resenha do Cd Jóia / Caetano Veloso

JÓIA title=

JÓIA
CAETANO VELOSO
1975

UNIVERSAL MUSIC
Por Pedro Martins

Jóia reúne o melhor de todas as facetas de Caetano Veloso: o compositor, o cantor e o experimentador, que se articulam em pleno domínio dos procedimentos de criação e interpretação.

O ciclo de pequenas e preciosas canções justifica, prontamente, o título do álbum: “Lua, Lua, Lua, Lua”, “Canto do Povo de um Lugar” e “Pipoca Moderna” figuram nas melhores páginas do cancioneiro de Veloso. Do mesmo modo, na vertente experimental, destacam-se as brilhantes miniaturas “Asa, Asa”, “Gravidade” e “Jóia”, em que a combinação de poucos elementos é inversamente proporcional à grandeza de seu resultado artístico.

Devido à qualidade do material musical e poético do disco, os arranjos foram reduzidos a um formato mínimo, permitindo que as composições se mostrem despidas, sem maiores intervenções. Ora, o principal elemento de Jóia é a voz, que Veloso utiliza com primor em interpretações como “Pipoca Moderna”, com um belo arranjo de Antônio Perna Fróes, e a beatleneana “Help”, cuja leitura resgata a melancolia que se perdeu na versão original.

Jóia é um capítulo especial na carreira de Caetano Veloso. O próprio compositor declarou, em uma entrevista a Marcia Cezimbra (Jornal do Brasil), que este foi o único disco ouvido por ele quando da reedição de sua discografia em CD: “O Jóia era a minha relação com o trabalho limpo, pequenas peças bem acabadas, com a liberdade de Araçá Azul”. Trata-se, portanto, de um disco cuja audição é indispensável não apenas para os interessados na obra de Veloso, mas para quem deseja conhecer o que há de mais sofisticado na música popular do século vinte.

Resenha Publicada em 15/05/2012





Esta resenha foi lida 2689 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


DVDs


Outras Resenhas