New Document

Galeria Musical

Resenha de DVD

    IRA! E ULTRAJE A RIGOR AO VIVO NO ROCK IN RIO 3VÁRIOS
    2011
    Por Anderson Nascimento

    álbum ainda não votado pelos leitores









    No dia 14 de janeiro de 2001, as bandas paulistas Ira! e Ultraje a Rigor dividiram um set como atração no palco mundo do Rock in Rio 3, na mesma noite onde tocaram também, entre outros, Oasis e Guns and Roses.

    Ambas as bandas fizeram grandes apresentações de clássicos que a multidão sabia de cor. O show foi tão agitado que, por incrível que possa parecer, deixou o público um pouco entediado durante o show seguinte, o da banda Oasis, que foi muito mais estático, devido à fase eletrônica em que a banda inglesa se encontrava.

    O IRA! vinha do lançamento do DVD “MTV Ao Vivo”, que foi muito bem sucedido junto ao público, e trazia a música inédita “Vida Passageira”, incluída pela banda no set list do show. Independente disso, o IRA! também gozava de uma grande fase, iniciada com o disco de covers “Isso é Amor” e que se estendeu até o “Acústico MTV”, que vendeu mais de duzentas mil cópias. Quanto ao repertório, o Ira! selecionou canções na linha “Stadium Rock” de seu repertório, casos de “Núcleo Base”, “Dias de Luta” e “Envelheço na Cidade”, além de também incluir o clássico “Flores em Você” e “Teorema”.

    Já o Ultraje a Rigor vinha de três anos sem lançamentos, mas com um repertório intimamente ligado com o inconsciente coletivo, dessa forma, clássicos como “Ciúme”, “Sexo” e “Pelado” não ficaram de fora, a limitação de tempo também fez a banda optar por canções que empolgasse e fizesse a platéia cantar músicas com os indefectíveis palavrões que a galera tanto gosta de repetir. Nessa linha entraram “O Chiclete”, “Nada a Declarar” e “Marylou”. As duas bandas ainda tocaram juntos o clássico “Shoud I Stay or Should I Go” do The Clash, canção que dividiu ao meio show das duas atrações.

    O show ficou para a história de nosso Rock, além de ter conseguido entreter e divertir a multidão que estava ansiosa para ver um tal de Axl Rose, que encerraria aquele dia inesquecível do Rock in Rio 3.

    Um pena que tenham demorado dez anos para lançar o registro desse show DVD, e fica aqui o apelo para que façam o mesmo com shows como o dos Engenheiros do Hawaii, Capital Inicial e Pato Fu.

    Resenha publicada em 05/08/2011





    Esta resenha foi lida 2396 vezes.

Classifique o álbum!



BUSCA POR ARTISTAS

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

BUSCA INTERNA

ANUNCIANTES



outras resenhas do mesmo artista


CDs


DVDs


Livros