Resenha do Cd Tudo Passa / Vários

TUDO PASSA title=

TUDO PASSA
VÁRIOS
2010

DISCOBERTAS
Por Anderson Nascimento

É incrível dizer, mas já são nove anos sem George Harrison e quarenta anos desde o lançamento de seu clássico “All Things Must Pass”, tido até hoje como um dos melhores álbuns solo de um ex-Beatle.

Nesse belo tributo, lançado pelo selo Discobertas em momento oportuníssimo, temos a chance de relembrar o primeiro álbum solo de George Harrison, lançado na época em formato triplo, algo inédito até então, sob releituras feitas por diversos artistas brasileiros, que vão de nomes conhecidos como Zé Ramalho, Milton Nascimento e Maria Gadú à artistas que vem conquistando o seu espaço entre a nova geração de talentos, caso de Luen, Aretha Marcos, Lia Sabugosa e Márcio Biaso.

As releituras são belíssimas e trazem momentos emocionantes como na faixa de abertura “I´d Have You Anytime” com Milton Nascimento e Leo Fernandes, ou como na impressionante versão caipira de Sérgio Reis pra “Behind That Loocked Door”, que ganha viola e gaita.

Entre outros belos momentos, ganham destaque também as regravações de “Let It Down” feita por Maria Gadú, e a valiosa versão de “Apple Scruffs”, resultado da talentosa união de Rodrigo Santos e Márcio Biaso.

Outra ocasião interessante é a citação de “Devil´s Radio” (canção que viria a ser lançada por Harrison somente no álbum "Cloud Nine" em 1987) no fim da releitura feita por Leo Von em “Awaiting On You All”. Seguindo o peso da faixa anterior, a banda “Tinta Preta” também se sai bem ao interpretar o Rock “I Dig Love”de forma irrepreensível, além de fazerem também a cama sonora para a cantora Twiggy apresentar “The Art of Dying” em versão mais pesada que a original. E, em um daqueles momentos mágicos que a música proporciona, um de nossos maiores guitarristas, o mutante Sérgio Dias, presta também a sua homenagem, pilotando sua guitarra em “Wah-Wah”, junto com a banda Tortú.

Algumas das canções presentes em “Tudo Passa” já haviam aparecido em outros discos do próprio selo Discobertas, a elogiadíssima versão de “What Is Life” feita por Lia Sabugosa e Márcio Biaso, e a bela versão ao violão feita pela cantora Luen para “If Not For You”, estão entre elas.

O tributo ainda traz como bônus as canções “I Live For You”, que entraria no set list de “All Things Must Pass” somente na versão de aniversário, lançada em 2001, e “Deep Blue”, canção lançada originalmente como lado b do single “Bangladesh”.

A arte gráfica do CD, criada por Bady Cartier é outro atrativo que, enriquecido com belas fotos de Harrison, fazem deste lançamento um belo presente para os beatlemaníacos e uma saudável e merecida homenagem ao nosso querido beatle.

Resenha Publicada em 29/11/2010





Esta resenha foi lida 1134 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


DVDs


Livros


Outras Resenhas