Resenha do Cd 100 Anos De Mpb / Vários

100 ANOS DE MPB title=

100 ANOS DE MPB
VÁRIOS
2011

DISCOBERTAS
Por Anderson Nascimento

A coleção “100 ANOS DE MÚSICA POPULAR BRASILEIRA” trata do resgate dos oito LPs originais gravados ao vivo na Rádio MEC entre os anos de 1974 e 1975, e que aqui, pela primeira vez, aparecem nesse Box de quatro CDs duplos, com áudios restaurados (em um ótimo trabalho de Ricardo Carvalheira) e um fino trabalho de resgate das informações originais da obra do chamado “Projeto Minerva”.

Essa coleção é um verdadeiro tesouro para essa e para as próximas gerações, já que, de forma inteligente, reúne os seus volumes por períodos, acompanhando a transformação da música popular brasileira.

O volume um traz as canções seminais da MPB, compreendendo os anos de 1870 a 1920, incluindo então obras de Chiquinha Gonzaga, Catullo da Paixão Cearense, Pattápio Silva e Eduardo Souto, interpretados por Paulo Tapajós (brilhante em “Lua Branca” de Chiquinha Gonzaga e “Rosa” de Pixinguinha) e Altamiro Carrilho e Conjunto.

O volume dois é dedicado aos anos de 1910 a 1931, chamados de “Época de Ouro”, resumindo o início do samba através da obras dos grandes mestres do gênero como João da Bahiana, Donga, Sinhô, Ary Barroso, Noel Rosa, Ismael Silva, além de outros, aqui cantados por Paulo Tapajós, Paulo Marquês, Odete Amaral e Altamiro Carrilho e Conjunto.

O volume três continua a saga dos compositores da “Época de Ouro”, indo de 1932 a 1938, com a adição de obras de Lamartine Babo, Assis Valente, Braguinha, Custódio Mesquita, Ataulfo Alves, Herivelto Martins e Lupicínio Rodrigues, nas vozes de Gilberto Milfont, Zezé Gonzaga, As Gatas, Cauby Peixoto e Marlene.

No Volume quatro temos os últimos compositores da “Época de Ouro”, chegando ao período do Baião, de 1939 a 1955, com obras de Dorival Caymmi, Geraldo Pereira, Zequinha de Abreu, Luiz Gonzaga, Waldir Azevedo e Edgar Ferreira, aqui interpretados por Cauby Peixoto, Marlene, Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Ademilde Fonseca & Conjunto Abel Ferreira e Altamiro Carrilho e seu Conjunto.

O volume cinco é dedicado ao Samba Canção e Bossa Nova e aos seus pioneiros, compreendendo o período de 1951 a 1960, trazendo as obras de Johnny Alf, Antônio Maria, Dolores Duran, Billy Blanco, Antônio Carlos Jobim e Vinícius de Morais. Os interpretes são Johnny Alf, Doris Monteiro, Lúcio Alves e Alaíde Costa.

O volume seis traz o finzinho da Bossa Nova e os compositores surgidos ao longo dos grandes festivais da música popular. Este volume abrange os anos de 1958 a 1968, trazendo as obras de Carlos Lyra, Roberto Menescal & Roberto Bôscoli, Baden Powell, Paulo César Pinheiro, Edu Lobo, Chico Buarque, Milton Nascimento, Caetano Veloso, Jorge Bem e Gilberto Gil. As interpretações são de Alaíde Costa, Johnny Alf, Lúcio Alves, Rosana Toledo e Pery Ribeiro.

O volume sete resgata o chamado Samba de Raiz, abordando as obras de Cartola, Nelson Cavaquinho, Zé Keti, Martinho da Vila e Candeia. Interpretados por Cartola, Roberto Silva, Beth Carvalho, Elza Soares e Paulinho da Viola.

O volume oito continua a reavaliação do Samba de Raiz com obras de Elton Medeiros, Paulinho da Viola, Ivone Lara, Xangô da Mangueira, Leci Brandão e João Nogueira. Os intérpretes são Elza Soares, Paulinho da Viola e Beth Carvalho.

O lançamento do Box foi viabilizado pela recém acordada parceria entre os pesquisadores Marcelo Fróes e Ricardo Cravo Albin, produtor original da série, e coloca ao alcance dos interessados em nossas raízes musicais esse importante capítulo revisionista da história da música popular brasileira.

Resenha Publicada em 19/04/2011





Esta resenha foi lida 1127 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Resenhas do Artista

CDs


DVDs


Livros


Outras Resenhas