Resenha do Cd Aftermath / Rolling Stones, The

AFTERMATH title=

AFTERMATH
ROLLING STONES, THE
1966

DECCA RECORDS
Por Thais Sechetin

E após quatro anos de trabalhos em estúdio, algumas compilações lançadas na Inglaterra e Estados Unidos, os Rolling Stones decidem criar... "É a primeira vez que compusemos um disco inteiro". Mick Jagger.

Aftermath é o quarto álbum de estúdio dos Rolling Stones. Foi lançado em abril de 1966, pela Decca Records e ABKCO Records. Nos Estados Unidos, foi lançado em junho do mesmo ano pela LondonRecords e ABKCO. Foi também o primeiro álbum da banda a ser gravado inteiramente nos Estados Unidos, no RCA Studios, em Hollywood e a ser lançado em estéreo.

Conta com a participação do compositor, instrumentista e arranjador Jack Nitzsche e a versatilidade de Brian Jones, que explorou o som da cítara,na faixa "Mothers Little HeLper" e marimbas em "Under My Thumb". Em algumas entrevistas, Keith Richards lembra que Brian Jones na época estava meio desanimado com a guitarra, portanto, ele aprendia a tocar outros instrumentos para contribuir com o trabalho, mostrando sua versatilidade.

Por se tratar de Rolling Stones, fala-se também em experimentar ritmos e a banda começou muito bem nesse caminho em seu primeiro trabalho sem versões de outros artistas. Após ouvir o Rock agressivo de "Stupid Girl", resgata-se o blues com as duas faixas seguintes "Doncha Bother Me" e a longa "Goin´n Home". Depois, pode -se ouvir as experiências com country de "Hight And Dry", voltando ao rock a lá Elvis em "Out Of Time", visitando o folk, com a faixa "Wait" e voltando ao puro rock nas faixas que encerram o álbum. E é claro, o que descreve-se aqui é uma das bandas com maior originalidade de todos os tempos, então quando usa-se o termo "influência" ou "resgate" de alguns ritmos e artistas, sabe-se que a referência é estlilo musical, pois os Rolling Stones sempre souberam tocar todos os estilos deixando sua marca, seja ao vivo ou em estúdio. Mas, mesmo mostrando toda a energia criativa nas faixas que formam o álbum, a banda foi questionada sobre imitar os Beatles por causa de "Paint In Black", incluída na versão americana do disco, pergunta que seguiu com a breve resposta também de Richards "Que babaquice. Você deve também dizer que copiamos as outras bandas que tocam guitarras. Também, todos perguntam se esta será a nova onda. Particularmente, não gostaria que fosse. Olhe Norwegian Wood. Atmosfericamente é minha canção preferida dos Beatles."

Destaques para " Stupid Girl", "Lade Jane"," Under My Thumbs", "Doncha Bother Me" e a faixa que encerra o trabalho, " What To Do ".

Resenha Publicada em 19/10/2013





Esta resenha foi lida 1287 vezes.




Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





LOJALOUCOSPORMUSICA - camisetas, miniaturas, chaveiros

Acesse: https://www.loucospormusica.com/

Outras Resenhas do Artista

CDs


DVDs


Livros


Outras Resenhas