Discografia Comentada - Skank

SKANK title=

SKANK

Belo Horizonte, Minas Gerais - Brasil
Desde: 1991
Site oficial: http://skank.uol.com.br/

Descrição do Artista
Banda mineira que iniciou a carreia apostando em uma mistura de ritmos brasileiros com o pop-Rock.

Esta discografia foi acessada 5924 vezes.


Álbuns
    SKANK
    1993
    Por Anderson Nascimento




    O primeiro álbum do Skank foi lançado de forma independente, um ano antes de ganhar a versão lançada pela Sony. Trata-se de um disco focado no reggae, ritmo que a banda bancou por algum tempo em sua carreria. Possui algumas boas músicas, entre elas, os hits "In(Dig)Nação" e "O Homem Q Sabia Demais", que foi trilha sonora de uma novela na Globo. É desse disco também a gravação original de "Tanto", versão de "I Want You" de Bob Dylan, que viria a fazer sucesso anos depois.

    CALANGO
    1994
    Por Anderson Nascimento




    O disco foi um megasucesso na época, vendendo mais de um milhão de cópias, trazendo uma penca de singles que estouraram nas rádios como "Jackie Tequila" , "Esmola", "O Beijo e a Reza", "É Proibido Fumar", "Te Ver" e "Pacato Cidadão". Além destas, ainda se destacam no disco faixas como "A Cerca", "Estivador" e "Amolação". Calango é um verdadeiro desfile de clássicos e chama a atenção pela sua superprodução, ainda baseada no Reggae, com uma impressionante riqueza de arranjos, principalmente dos metais usados em praticamente todo o disco.

    O SAMBA POCONÉ
    1996
    Por Anderson Nascimento




    O sucesso do disco anterior se intensificou nesse álbum que chegou a vender quase dois milhões de cópias na época de seu lançamento, mesmo sem ter tantas músicas de sucesso quanto o seu antecessor. Por outro lado, o disco veio embalado nos megahits "É Uma Partida de Futebol" e "Garota Nacional", canções até hoje obrigatórias em qualquer show da banda. Além dessas músicas, o disco também apresenta outra boa música "Tão Seu", que chegou a tocar nas rádios.

    SIDERADO
    1998
    Por Anderson Nascimento




    Siderado é uma espécie de álbum de transição dentro da carreira discográfica do Skank. Nesse disco a banda começa a se desvencilhar do Reggae e mergulhar no Pop/Rock, o que pode ser notado com a inclusão de mais guitarras e teclados, e menos instrumentos de sopro. A produção do álbum, capitaneada pelo galês Paul Ralphes e a gravação do álbum nos estúdios Abbey Road já dão pinta de que algo no som da banda estava mudando. Os grandes sucessos do disco são "Mandrake e os Cubanos", "Saideira" - ambas curiosamente ainda no estilo antigo da banda - e a canção "Resposta", parceria com Nando Reis, que viria a ser onipresente nas composições da banda anos mais tarde.

    MAQUINARAMA
    2000
    Por Anderson Nascimento




    Nesse álbum a banda abandona de vez o Reggae e mergulha de vez nas influências de Beatles e Clube da Esquina. O disco é muito bem recebido pela crítica, muito embora as suas vendas tenham sido menores que a dos álbuns anteriores. O álbum rende os singles "Três Lados", "Ela Desapareceu", "Fica, "Balada do Amor Inabalável" e "Canção Noturna", todas belas faixas que alteraram radicalmente a sonoridade da banda.

    MTV AO VIVO EM OURO PRETO
    2001
    Por Anderson Nascimento




    Este é o primeiro disco ao vivo da banda, que acaba funcionando como uma comemoração dos dez anos de existência do Skank. Gravado na Praça Tiradentes, na cidade histórica de Ouro Preto (Minas Gerais), nos dias 7 e 8 de Julho de 2001, o disco carrega o selo da MTV e traz os maiores sucessos do grupo, escolhidos através de uma votação no site da banda. O disco ainda apresenta duas músicas inéditas, "Estare Prendido En Tus Dedos" (versão em espanhol para "Wrapped Around Your Finger", do The Police) e "Acima do Sol" (que foi trilha sonora de uma novela da Globo).

    COSMOTRON
    2003
    Por Anderson Nascimento

    Ler resenha completa


    “Cosmotron” é o auge da influência do Skank no Brit/Pop assemelhando-se com a sonoridade que à época era praticada pelo Oasis, aprofundando-se na fase psicodélica dos Beatles e reverenciando o Clube da Esquina. Tem os sucessos "Amores Imperfeitos", "Dois Rios", "Formato Mínimo" e "Vou Deixar", sendo está última popular nas rádios até hoje. Recheado de guitarras fortes e envolventes, o disco rompe barreiras e integra a banda também com a MPB setentista, caso de “Sambatron”. Mesmo não repetindo o sucesso de público dos álbuns anteriores, “Cosmotron” é, sem dúvida, o melhor álbum da banda.

    RADIOLA
    2004
    Por Anderson Nascimento

    Ler resenha completa


    A única coletânea da banda compila os maiores sucessos da fase iniciada em “Maquinarama”, agregando canções do “Cosmostron”, além de apresentar quatro novas músicas. Além das inéditas “Um Mais Um” e “Onde Estão”, o disco traz também as regravações de “Vamos Fugir”, clássico de Gilberto Gil e a velha conhecida da banda “I Want You” de Bob Dylan. A coletânea, além de consolidar de vez o novo estilo do Skank, foi um grande sucesso, vendendo duzentos e setenta mil cópias e colocou dois singles nas rádios.

    CARROSSEL
    2006
    Por Anderson Nascimento

    Ler resenha completa


    Carrossel é um bom álbum, mas que não chegou a empolgar como o anterior. Tem boas canções como os sucessos "Uma Canção É pra Isso", "Mil Acasos" e "Seus Passos", mas talvez o fato de ter sucedido “Cosmotron”, não tenha feito muito bem para o disco, que mesmo sem ousar muito, insere uma série de instrumentos não tão comuns na obra da bada, tais como banjo, violinos, tímpano, cravo, xilofone, sintetizadores.

    ESTANDARTE
    2008
    Por Anderson Nascimento

    Ler resenha completa


    Em “Estandarte” a banda parece equilibrar a sonoridade Brit-Pop dos discos lançados após o “Siderado”, e investir novamente em sons mais dançantes, como feito em álbuns como “Calango” e “Samba Poconé”. São desse álbum os singles “Ainda Gosto Dela”, “Sutilmente” e “Noites de um Verão Qualquer”, mas o álbum ainda apresenta outros bons momentos como nas faixas “Chão”, “Pára-Raios” e “Escravo”.

    MULTISHOW AO VIVO - SKANK NO MINEIRÃO
    2010
    Por Anderson Nascimento




    O álbum duplo traz todas as trinta e uma faixas de sua versão em DVD, em um Box digipack grandioso e bonito. Isso sem falar no material gráfico, com a linda foto que o ilustra. Além de bancar quase três horas da banda ao vivo, apresentando todos os seus sucessos, canções escolhidas pelos fãs via internet, o disco traz as canções inéditas “Fotos na Estante” e “De Repente”, ambas em versão estúdio, além de “Presença”, esta última somente em versão ao vivo. O álbum teve o áudio muito bem capturado e é uma merecida ode à toda a relevância da carreira da banda.

    SKANK 91
    2012
    Por Anderson Nascimento




    Álbum que reúne as primeiras gravações da banda mineira, incluindo as versões seminais de canções como "In(dig)nação" e "O Homem que Sabia Demais", além de versões para "Telefone", música da banda "Gang90" e "Let Me Try Again", sucesso de Frank Sinatra. O disco ainda agrega o que é tido como o primeiro show da banda feito no dia 5 de junho de 1991 no projeto Disco Reggae Night, da casa Aeroanta, em São Paulo. É uma oportunidade de observar o quanto a banda delineava o seu som através de ritmos como o Reggae e o Ska.

    ROCK IN RIO 2011
    2012
    Por Anderson Nascimento




    Com dezenas de sucessos, deve ter sido difícil para a banda escolher o repertório do show que sacudiu mais de 100 mil pessoas na Cidade do Rock, obviamente que canções como "Vou Deixar", "É uma Partida de Futebol" e "Garota Nacional", não podiam faltar, assim como também não poderiam faltar as covers "Vamos Fugir" e "É Proibido Fumar". O CD e DVD da apresentação perpetuaram esse grande e sublime momento.

    VELÓCIA
    2014
    Por Anderson Nascimento

    Ler resenha completa


    O Skank não surpreendeu em seu novo álbum, e talvez esse seja o motivo de o álbum ter agradado tanto. O disco passeia por diversas texturas dentro do próprio escopo da banda, inclusive fundindo as suas duas reconhecidas fases: a de antes e a de depois do “Maquinarama” (2000). Com a riqueza pop em dia, não foi surpresa que canções como “Ela Me Deixou” e “Esquecimento” fossem bastante tocadas no rádio.



Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Discografias

Outras Resenhas