Resenha do Cd Easy Action / Alice Cooper

EASY ACTION title=

EASY ACTION
ALICE COOPER
1970

WARNER MUSIC
Por Anderson Nascimento

Bem mais “pé-no-chão” que em seu álbum de estreia, o Alice Cooper solta o seu segundo álbum com uma sonoridade mais viva, onde, inclusive, há um ganho sonoro bem maior se comparado com “Pretties For You” (1969).

A sonoridade que remetia ao Pink Floyd de Syd Barret do disco de estreia vai sumindo aos poucos, embora canções como “Still No Air” (que tem a frase que dá nome ao disco) e “Refrigerator Heaven” ainda carregassem a textura de outrora.

A música feita pelo grupo mudou drasticamente se compararmos a semibalada “Shoe Salesman” com qualquer outra canção do disco anterior. Inclusive, já na faixa de abertura “Mr. And Misdemeanor” pode-se reconhecer o Alice Cooper que se tornaria famoso anos mais tarde.

Há ainda um aceno com o passado recente do grupo na gutural “Return of The Spiders”, canção que inicia uma nova fase vocal para o cantor do grupo. Embora Beatles já não fosse mais a influência da banda Alice Cooper, há momentos onde fica difícil esconder que o Fab Four tenha sido o alicerce da formação sonora da banda. Esse é o caso das canções “Laughing At Me” e da ótima “Beatiful Flyaway”, que conta com a participação vocal de Michael Bruce.

Obviamente o disco não traz hits, nem fez sucesso, além do fato de que suas canções sequer tenham sido lembradas em turnês posteriores ao lançamento deste disco. A natureza anticomercial de canções como “Lay Down And Die” (espécie de “Revolution 9” do grupo), Goodbye ainda dita as regras de uma banda que não conseguia refletir no disco o que eram enquanto estavam no palco.

Produzido por David Briggs (que nunca morreu de amores pelo grupo), “Easy Action” dá continuidade à saga que levaria a banda Alice Cooper ao estrelado pouco tempo depois, embora musicalmente o grupo ainda estivesse se ajustando. Talvez esse seja o fato que mais justifique a diversidade musical do último disco do grupo pela “Straigh Records”, gravadora de Frank Zappa, antes de ele vendê-la para a Warner, local onde a banda efetivamente começaria a fazer sucesso.

Resenha Publicada em 19/01/2015





Esta resenha foi lida 518 vezes.



Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z



Saiba como anunciar no Galeria Musical

Outras Resenhas do Artista

CDs


DVDs


Livros


Outras Resenhas