Discografia Comentada - Marisa Monte

MARISA MONTE title=

MARISA MONTE

Rio de Janeiro - Brasil
Desde: 1989
Nascimento: 01/07/1967

Site oficial: http://www.marisamonte.com.br/

Descrição do Artista
Cantora, compositora, instrumentista e produtora musical brasileira de música pop e samba. Marisa já vendeu mais de 10 milhões de álbuns e ganhou inúmeros prêmios nacionais e internacionais. Marisa é considerada pela revista Rolling Stone Brasil como a maior cantora do Brasil.

Esta discografia foi acessada 4861 vezes.


Álbuns
    MM
    1989
    Por Anderson Nascimento




    O primeiro álbum da cantora traz a sua sublime estreia em disco, uma vez que Marisa já era conhecida no meio independente antes da gravação que resultou em disco e especial de TV. O disco revela ao grande público o talento da intérprete em recriar canções como “Comida” (dos Titãs), “Chocolate” (Tim Maia) e “Negro Gato” (Getúlio Cortes). Além disso, o álbum conta com a mola propulsora de sua carreira, o clássico “Bem que Se Quis”, versão de Nelson Motta para a canção italiana “E Po Che Fa” (Pino Daniele), que ajudou o disco a bater a casa das 500 mil cópias vendidas, se tornando o álbum de maior vendagem daquele ano. O disco encanta pelos improvisos vocais e pelas músicas incidentais que acabam rolando ao longo das faixas de repertório eclético que junta nomes como Luiz Gonzaga, Titãs, Cartola e George Gershwin, entre outros.

    MAIS
    1991
    Por Anderson Nascimento




    O segundo álbum de Marisa Monte abre com a arrepiante “Beija Eu”, uma de suas melhores canções até hoje, além de trazer o clássico “Eu Sei”. A partir desse disco também começa a ser conhecida a Marisa Monte compositora, que criou (sozinha ou em parceria) várias canções presentes nesse disco. Em relação às parcerias, destaca-se, por exemplo, “Ainda Lembro”, feita com Nando Reis, que também conta com a participação vocal de Ed Motta. Além dessas canções, Marisa também regrava, de forma bem sucedida, o sucesso “De Noite na Cama” (Caetano Veloso), até então conhecida na voz de Erasmo Carlos. O ecletismo continua com gravações de músicas do folclore nordestino, além de revisitar a obra de compositores como Monsueto, Cartola e Pinxinguinha.

    VERDE, ANIL, AMARELO, COR DE ROSA E CARVÃO
    1994
    Por Anderson Nascimento




    Três anos após o lançamento de “Mais”, Marisa nos presenteia com esse clássico. Tido por muitos como o melhor disco da cantora, o disco vendeu mais de um milhão de cópias e marca a primeira vez em que a cantora produz um de seus discos. O álbum, de sonoridade calcada no Samba, possui um verdadeiro desfile de hits: “Maria de Verdade” (Carlinhos Brown), “Na Estrada” (Carlinhos Brown, Marisa Monte, Nando Reis), “Ao Meu Redor” (Nando Reis), “Segue o Seco” (Carlinhos Brown), “Dança da Solidão” (Paulinho da Viola) e “De Mais Ninguém” (Arnaldo Antunes, Marisa Monte). Além da linda regravação da música de Paulinho da Viola, Marisa também regrava “Balança a Pema” de Jorge Ben Jor e "Pale Blue Eyes" de Lou Reed.

    BARULHINHO BOM – UMA VIAGEM MUSICAL
    1996
    Por Anderson Nascimento




    O álbum duplo traz diversos sucessos da cantora em versões ao vivo no CD1 e faixas gravadas em estúdio no CD2. Embalado em capa polêmica, que trazia um desenho do artista pornô-naif Carlos Zéfiro que retratava uma mulher com seios à mostra, o disco tem como destaque em sua parte ao vivo a regravação de “Give Me Love (Give me Peace on World)” do Beatle George Harrison e “Panis Et Circenses” - clássico dos Mutantes concebido pela dupla Caetano e Gil -, que abre o disco e que foi um grande sucesso radiofônico. Já o álbum de estúdio traz regravações de canções de Lulu Santos, Gilberto Gil e Moraes Moreira, além de quatro inéditas, com destaque para “Magamalabares”, de Carlinhos Brown.

    MEMÓRIAS, CRÔNICAS E DECLARAÇÕES DE AMOR
    2000
    Por Anderson Nascimento




    Após seis anos sem gravar um disco inteiro de estúdio, Marisa Monte volta a surpreender com um álbum repleto de canções deliciosas e românticas, resultando no que talvez seja o seu disco mais Pop. Vendendo mais de 1,2 milhão de cópias, o disco tem como principal hit a canção “Amor I Love You” (Marisa Monte, Carlinhos Brown), mas também se destacam nesse disco os singles “O que Me Importa” (Cury), “Não é Fácil” (Marisa Monte, Carlinhos Brown, Arnaldo Antunes, Gilson Micelli), “Gentileza” (Marisa Monte) e “Não Vá Embora” (Marisa Monte, Carlinhos Brown, Arnaldo Antunes, Gilson Micelli). Neste disco Marisa também volta a gravar Paulinho da Viola, relendo “Para Ver as Meninas” e Jorge Ben com “Cinco Minutos”.

    INFINITO PARTICULAR
    2006
    Por Anderson Nascimento

    Ler resenha completa


    Após novo hiato de seis anos, período que compreendeu a divulgação de seu disco anterior e a gravação do álbum “Tribalistas” com Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes, Marisa lança, de uma só vez, dois álbuns inéditos e de estúdio: “Infinito Particular” e “Universo ao Meu Redor”. “Infinito” é um álbum de nuance mais voltada para o Pop, sendo curiosamente o primeiro e único disco inteiramente autoral (e com parcerias) de Marisa Monte. Entre os maiores sucessos do disco estão a bucólica “Vilarejo” (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Marisa Monte, Pedro Baby), “Pra Ser Sincero” (Carlinhos Brown, Marisa Monte) e a faixa título “Infinito Particular” (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Marisa Monte).

    UNIVERSO AO MEU REDOR
    2006
    Por Anderson Nascimento




    Se “Infinito Particular” tinha víeis mais Pop, “Universo Ao Meu Redor” é um disco voltado para o Samba. Não à toa o álbum ganhou o “Prêmio Tim de Música” de melhor disco de Samba. Aqui Marisa mescla um repertório inédito com canções como os sucessos “Universo ao Meu Redor” (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Marisa Monte) e “O Bonde do Dom” (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Marisa Monte), com regravações e canções de Paulinho da Viola, Argemiro Patrocínio, Adriana Calcanhotto e Dona Ivone Lara, entre outros.

    O QUE VOCÊ QUER SABER DE VERDADE
    2011
    Por Anderson Nascimento

    Ler resenha completa


    Produzido por Marisa Monte e Dadi, o oitavo disco de estúdio da cantora é outro bom trabalho, onde não parece haver qualquer tentativa em realizar um trabalho de teor mais conceitual, o que o aproxima mais de álbuns como “Memórias, Crônicas e Declarações de Amor” e “Infinito Particular”. Com hits certeiros como a lírica “O Que Você Quer Saber de Verdade” (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Marisa Monte), a baladona romântica “Depois” (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Marisa Monte) e “Ainda Bem” (Arnaldo Antunes, Marisa Monte), o disco reafirma o talento da cantora em realizar bons álbuns e canções marcantes. Outro destaque do álbum é o uso de instrumentos tipicamente interioranos, como acordeom, bandolim, viola de seis cordas, que estão bem distribuídos no disco, e assumem a responsabilidade pela sonoridade com tons de chão-batido na maior parte do álbum.

    VERDADE, UMA ILUSÃO
    2014
    Por Rodrigo Paulo

    Ler resenha completa


    A sexta turnê de Marisa Monte intitulada “Verdade, Uma Ilusão” divulgando o lançamento do disco “O Que Você Quer Saber de Verdade” foi um grande sucesso. A turnê lotou diversas casas de show pelo Brasil, Europa e Argentina e teve o seu merecido registro gravado na Cidade das Artes contando apenas com integrantes de seus fã-clubes na plateia. Marisa canta seus sucessos mais recentes como “Ainda Bem” e “Depois”. Clássicos como “Não Vá Embora” e “Infinito Particular” e as versões até então inéditas em seus discos de “Sono Come Tu Mi Voi” de Mina Mazzini, “Dizem (Quem Me Dera)” parceria com Arnaldo Antunes e “E.C.T” que ficou imortalizada na voz de Cássia Eller. Um registro de alta qualidade lançado em CD, DVD e Blu-Ray.

    COLEÇÃO
    2016
    Por Rodrigo Paulo

    Ler resenha completa


    Encerrando o seu contrato com a gravadora EMI / Universal Music, Marisa Monte lança um disco de raridades. “Coleção” reúne versões e gravações de músicas que andavam perdidas fora da discografia solo de quase 30 anos de carreira da cantora. Contando com participações especiais como a de David Byrne (“Waters Of March”), Cesaria Evora (“É Doce Morrer No Mar”), Paulinho da Viola (“Carinhoso”), Arnaldo Antunes (“Alta Noite”) e muitos outros.



Busca por Artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z





Outras Discografias

Outras Resenhas